SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 issue4Ação terapêutica do mebendazole (R 17635) em pacientes poliparasitados: resultados finais author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Print version ISSN 0037-8682

Abstract

PERLOWAGORA-SZUMLEWICZ, Alina; CRUZ, Hermenegildo, N. da  and  ARAUJO, Julieta A. Nabuco de. Spontaneous morphogenetic juvenilization observed in laboratory populations of vector species of Chagas disease (Triatominae). Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 1973, vol.7, n.4, pp.243-260. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86821973000400005.

São relatadas observações sobre a ocorrência espontâea de juvenilização morfogenética em populações de espécies transmissoras da doença de Chagas, mantidas no laboratório. Dois efeitos gerais foram observados: a interrupção e a descoordenação do desenvolvimento. Tais efeitos são manifestados: 1) por ninfas supernumerárias (6º estádio), 2) por estágios intermediários (ninfa-adulto), 3) por adultos sensivelmente deformados, provenientes de ninfas do 5º estágio, 4) pelo desenvolvimento dèscoordenado manifestado por formas adultas grotescas, 5) por adultos supernumerários incapazes de completar sua metamorfose e 6) por adultos supernumerários completos, produzidos por ninfas de 6º estágio. A remetida ocorrência de insetos com idênticos graus de juvenilização, dentro de uma população, é uma indicação de que existe nestes casos, uma aberração hereditária. Os fatores responsáveis pela juvenilização morfogenética não podem ser transmitidos através de insetos juvenilizados, porque esses são estéreis, consequentemente foram transmitidos através de insetos normais, provavelmente como um recessivo ou um grupo de fatores recessivos. A juvenilização morfogenética espontânea, observada em populações de laboratório, tem notável similaridade com os efeitos juvenilizantes induzidos pela aplicação de hormônios juvenis análogos, descritos na literatura e também obtidos no nosso laboratório num estudo em vias de publicação. Desse modo, admite-se que, não só as alterações fenotipicas que ocorrem nas populações naturais, mas também as suas "fenocópias" induzidas pela aplicação de hormônios juvenis, sejam fenômenos produzidos por reações idênticas, geneticamente controladas.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License