SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue2Density and rheological parameters of goat milkModeling of allergen proteins found in sea food products author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Food Science and Technology (Campinas)

Print version ISSN 0101-2061

Abstract

RIBEIRO, Milton Cosme et al. Influência do método de extração e do tempo de armazenamento sobre as propriedades físico-químicas e o teor de carotenóides do óleo de pequi (Caryocar brasiliense Camb.). Ciênc. Tecnol. Aliment. [online]. 2012, vol.32, n.2, pp. 386-392.  Epub May 10, 2012. ISSN 0101-2061.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612012005000053.

Este estudo objetivou analisar as propriedades físico-químicas e o teor de carotenoides totais do óleo de pequi (OP) obtido por diferentes métodos de extração, bem como avaliar a conservação dessas propriedades e dos pigmentos durante o armazenamento. O OP foi obtido por extração com solventes, extração mecânica e flotação com água quente, e armazenado por 180 dias em frascos âmbar sob condições ambientes. Foram realizadas análises para determinação dos índices de acidez, peróxido, saponificação e iodo, da coloração e do teor de carotenoides totais e de β-carotenos. Verificou-se que a extração com solventes promoveu um maior rendimento em óleo e o maior valor de carotenoides totais. A extração mecânica resultou em um óleo com acidez (5,44 mg KOH.g-1) e índice de peróxido (1,07 mEq.kg-1) elevados. Ao longo do armazenamento do OP, houve aumento da acidez e do índice de peróxido, escurecimento do óleo e redução do teor de carotenoides. A extração mecânica foi o método menos vantajoso para a conservação das propriedades físico-químicas e do teor de carotenoides no óleo de pequi.

Keywords : Caryocar brasiliense; β-caroteno; σleo vegetal.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English