SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue3HERNIOPLASTY WITH AND WITHOUT MESH: ANALYSIS OF THE IMMEDIATE COMPLICATIONS IN A RANDOMIZED CONTROLLED CLINICAL TRIALLACTATE AS PREDICTOR OF MORTALITY IN POLYTRAUMA author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720On-line version ISSN 2317-6326

Abstract

ASKARPOUR, Shahnam; PEYVASTEH, Mehran; JAVAHERIZADEH, Hazhir  and  ASKARI, Nasim. AVALIAÇÃO DOS FATORES DE RISCO QUE AFETAM DEISCÊNCIA DE ANASTOMOSE APÓS REPARAÇÃO DE ATRESIA ESOFÁGICA. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2015, vol.28, n.3, pp.161-162. ISSN 0102-6720.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-67202015000300003.

Racional:

Fístulas são relatadas entre os recém-nascidos que foram submetidos à reparação de atresia de esôfago.

Objetivo:

Encontrar fatores de risco de deiscência de anastomose nos pacientes submetidos à correção cirúrgica do esôfago.

Métodos:

Todos os casos com atresia de esôfago foram incluídos. Neste estudo caso-controle, os pacientes foram classificados em dois grupos de acordo com a presença ou ausência de fístula. Duração do estudo foi de 10 anos.

Resultados:

Sessenta e um casos foram incluídos. A média±DP da idade no momento da operação em pacientes com deiscência e sem foi 9,50±7,25 e 8,83±6,93, respectivamente (p=0,670). Transfusão de sangue e duas camadas anastomose tiveram correlação significativa com a deiscência da anastomose.

Conclusão:

Transfusão de sangue e anastomose em dois planos estão associadas com maior taxa de deiscência.

Keywords : Anastomose; Fístula; Atresia esofágica.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )