SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue2Solidary and emancipatory possibilities of labor: fertile field for the pratice of critical social psychologyIn the paths of Iansã: mapping the subjectivity of women who are victims of gender violence author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia & Sociedade

On-line version ISSN 1807-0310

Abstract

IDE, Roberto Minoru. Uma análise das diferentes noções do cooperativismo na perspectiva construcionista. Psicol. Soc. [online]. 2005, vol.17, n.2, pp. 70-78. ISSN 1807-0310.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822005000200010.

A disseminação do cooperativismo na sociedade suscita questionamentos sobre a sua construção discursiva, pois ela é apresentada possuindo um sentido único em documentos públicos elaborados por universidades, instituições e empresas. Procurando desnaturalizar o termo, conforme os pressupostos do Construcionismo Social, foi realizado um estudo em três períodos: (a) meados do século XIX tomando por referência Rochdale, Inglaterra, (b) início do século XX, quando o cooperativismo era atrelado à Aliança Cooperativa Internacional, e (c) início do século XXI, quando o cooperativismo, como noção organizativa, toma os mais diferentes sentidos em São Paulo. Nos documentos públicos acessados, o cooperativismo apresentou três sentidos ou noções difusos: noção doutrinária, organizativa e de lugar. A noção doutrinária, compreendida como preceitos morais, é enfatizada nos dois primeiros períodos. A noção organizativa é enfatizada no último período. Por fim, a noção de lugar, onde estão inseridas as cooperativas formadas pelo coletivo, está enfatizada no primeiro período.

Keywords : cooperativismo; história do cooperativismo; organizações cooperativas.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese