SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 suppl.1Surgical treatment effect on the liver lecitin: cholesterol acyltransferase (LCAT) in schistosomiasis mansoniBacterial translocation labeled with Tc99 in obstructive jaundice in rats author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Cirurgica Brasileira

Print version ISSN 0102-8650On-line version ISSN 1678-2674

Abstract

AVILA, Lucilo; AVILA, Mirela; GURGEL, Fernando  and  AMORIM, Melania. Alcoolização de miomas uterinos: uma nova estratégia terapêutica. Acta Cir. Bras. [online]. 2002, vol.17, suppl.1, pp.31-34. ISSN 0102-8650.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502002000700009.

O estudo avaliou a segurança, eficácia e resultados da técnica de alcoolização para tratamento da miomatose uterina. Analisou-se uma série de 20 pacientes (idade variando entre 20 e 40 anos) submetidas a alcoolização para tratamento de miomatose uterina sintomática. O procedimento foi realizado sob anestesia geral, guiado por ultra-sonografia transvaginal. Realizou-se seguimento clínico e ultra-sonográfico (ultra-sonografia transvaginal e doppler colorido) com um e seis meses depois do tratamento. Analisaram-se os parâmetros: frequência de sintomas, mapa vascular (doppler) e tamanho da tumoração. Utilizaram-se os testes do qui-quadrado e Mann-Whitney. Significância p<0,05. Não ocorreram complicações depois do procedimento. Observou-se alívio significativo da dismenorréia com um e seis meses e a frequência de dor pélvica e hipermenorragia reduziu-se significativamente com seis meses. Encontrou-se ainda uma significativa redução do tamanho tumoral, de 89,3cm3 (volume inicial) para 73,5cm3 e 69,9cm3 (um e seis meses, respectivamente). A frequência de padrão de alto fluxo intra-tumroal foi de 80% antes e 15% e 20% um e seis meses depois do procedimento (p=0,0001). Conclui-se que estes resultados preliminares indicam que a alcoolização guiada por ultra-sonografia pode constituir uma opção terapêutica efetiva para o tratamento conservador de pacientes com miomas uterinos. O grau de satisfação das pacientes foi elevado e o procedimento pode vir a se tornar uma opção aceita para o tratamento da miomatose uterina.

Keywords : Mioma Uterino; Leiomiomatose; Tratamento Conservador; Etanol; Escleroterapia; Alcoolização.

        · abstract in English     · text in Portuguese

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License