SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue6Persistent toxic substances in the Brazilian Amazon: contamination of man and the environmentEssential oil composition of Croton palanostigma Klotzsch from north Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Journal of the Brazilian Chemical Society

Print version ISSN 0103-5053

Abstract

SANTOS, Wilney de Jesus R. et al. Manganese phthalocyanine as a biomimetic electrocatalyst for phenols in the development of an amperometric sensor. J. Braz. Chem. Soc. [online]. 2009, vol.20, n.6, pp. 1180-1187. ISSN 0103-5053.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-50532009000600025.

A construção de um sensor amperométrico para compostos fenólicos usando um eletrodo de pasta de carbono modificado com ftalocianina de manganês e histidina é relatado. Sob condições otimizadas, em 0 mV vs Ag/AgCl numa solução tampão fosfato 0,1 mol dm-3 (pH 7,0) contendo H2O2 250 µmol dm-3, uma resposta linear para catecol entre 20 e 130 µmol dm-3, com sensibilidade de 0,56 (± 0,02) µA dm3 mol-1 cm-2, foi obtida. O limite de detecção foi 1,1 µmol dm-3 e o tempo de resposta foi de 2 s. O sensor apresentou resposta estável durante 40 determinações sucessivas. A repetibilidade avaliada em termos de desvio padrão relativo foi de 3,6% para n = 5 e [catecol] = 10 µmol dm-3. As respostas do sensor para outros compostos fenólicos também foram investigadas em detalhes. Finalmente, a aplicabilidade do sensor foi testada em medicamento contendo dopamina e os resultados comparados favoravelmente com os obtidos com o método oficial.

Keywords : manganese phthalocyanine; phenolic compound; amperometric sensor.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English