SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue6Persistent toxic substances in the Brazilian Amazon: contamination of man and the environmentEssential oil composition of Croton palanostigma Klotzsch from north Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Journal of the Brazilian Chemical Society

On-line version ISSN 1678-4790

Abstract

SANTOS, Wilney de Jesus R. et al. Manganese phthalocyanine as a biomimetic electrocatalyst for phenols in the development of an amperometric sensor. J. Braz. Chem. Soc. [online]. 2009, vol.20, n.6, pp. 1180-1187. ISSN 1678-4790.  http://dx.doi.org/10.1590/S0103-50532009000600025.

A construção de um sensor amperométrico para compostos fenólicos usando um eletrodo de pasta de carbono modificado com ftalocianina de manganês e histidina é relatado. Sob condições otimizadas, em 0 mV vs Ag/AgCl numa solução tampão fosfato 0,1 mol dm-3 (pH 7,0) contendo H2O2 250 µmol dm-3, uma resposta linear para catecol entre 20 e 130 µmol dm-3, com sensibilidade de 0,56 (± 0,02) µA dm3 mol-1 cm-2, foi obtida. O limite de detecção foi 1,1 µmol dm-3 e o tempo de resposta foi de 2 s. O sensor apresentou resposta estável durante 40 determinações sucessivas. A repetibilidade avaliada em termos de desvio padrão relativo foi de 3,6% para n = 5 e [catecol] = 10 µmol dm-3. As respostas do sensor para outros compostos fenólicos também foram investigadas em detalhes. Finalmente, a aplicabilidade do sensor foi testada em medicamento contendo dopamina e os resultados comparados favoravelmente com os obtidos com o método oficial.

Keywords : manganese phthalocyanine; phenolic compound; amperometric sensor.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License