SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue2Why does the Brazilian economy not grow in a dynamic and sustainable way? A Kaleckian and Keynesian analysisCredit unions in Brazil: evolution and impact on the income of municipalities author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Economia e Sociedade

Print version ISSN 0104-0618On-line version ISSN 1982-3533

Abstract

COSTA, Rodrigo Morem da  and  HENKIN, Hélio. Estratégias competitivas e desempenho da indústria automobilística no Brasil. Econ. soc. [online]. 2016, vol.25, n.2, pp.457-487. ISSN 0104-0618.  http://dx.doi.org/10.1590/1982-3533.2016v25n2art7.

Nos anos 1990, a indústria automobilística brasileira experimentou um processo de reestruturação induzido pela mudança nas estratégias de concorrência das montadoras e pelas transformações na economia nacional. O trabalho analisou como ocorreu esse processo no período 1989-2013 desde uma concepção teórica Evolucionária. A reestruturação levou à redução do hiato tecnológico em veículos e em processos de fabricação, frente ao observado em países avançados. Isto se manifestou por meio de investimentos em modernização das plantas existentes e em abertura de novas unidades de produção. O resultado foi um expressivo aumento de produção, produtividade e consumo de autoveículos, que alçaram o Brasil à 7ª posição no ranking de países produtores e à 4ª no de vendas domésticas, consolidando sua condição de plataforma regional de fabricação para o mercado sul-americano. Ademais, algumas das subsidiárias brasileiras chegaram a um nível de domínio da tecnologia, que as habilitaram ao desenvolvimento autônomo de novos autoveículos.

Keywords : Paradigma tecnológico; Estratégias empresarias; Padrão de concorrência setorial; Indústria automobilística brasileira; Plataforma regional de produção.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )