SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número3Punção venosa periférica: avaliação de desempenho dos profissionais de enfermagem índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Latino-Americana de Enfermagem

versão impressa ISSN 0104-1169

Resumo

MACHADO, Ariane Ferreira; PEDREIRA, Mavilde L. G.  e  CHAUD, Massae Noda. Estudo prospectivo, randomizado e controlado sobre o tempo de permanência de cateteres venosos periféricos em crianças, segundo três tipos de curativos. Rev. Latino-Am. Enfermagem [online]. 2005, vol.13, n.3, pp. 291-298. ISSN 0104-1169.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692005000300002.

Estudo prospectivo, randomizado e controlado, que verificou a influência de três tipos de curativos, sobre o tempo de permanência de cateteres venosos periféricos (CVP) em crianças. Os grupos de estudo foram compostos por curativos com gaze estéril (GE 1), película transparente estéril (GE 2) e fita adesiva hipoalergênica (GC). Foram selecionadas variáveis para o controle de características referentes às crianças, profissionais executantes dos procedimentos e terapia intravenosa. Compuseram os grupos 150 CVP, instalados em 68 crianças, predominantemente pré-escolares, sexo masculino, cor da pele parda, eutróficas com patologias do sistema gastrointestinal. A maioria dos CVP foi instalada por auxiliares de enfermagem, em veias do arco dorsal da mão. Verificamos que o tipo de curativo influenciou significantemente (p=0,022) o tempo médio de permanência dos CVP estudados: GE 1 (46,12 horas), GE 2 (29,53 horas) e GC (38,18 horas), e o curativo com gaze estéril manteve o cateter por mais tempo.

Palavras-chave : enfermagem pediátrica; cateterismo periférico; infusões endovenosas.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · pdf em Português