SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue2Risk factors in patients with type 2 diabetes mellitusThe meanings of quality of life: interpretative analysis based on experiences of people in burns rehabilitation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Latino-Americana de Enfermagem

Print version ISSN 0104-1169

Abstract

FUJIMORI, Elizabeth et al. Reprodução social e anemia infantil. Rev. Latino-Am. Enfermagem [online]. 2008, vol.16, n.2, pp. 245-251. ISSN 0104-1169.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692008000200012.

Este estudo avaliou como a anemia infantil se relaciona com as formas de reprodução social das famílias. Foi desenvolvido em amostra representativa de 254 crianças. residentes em Itupeva, SP. Hemoglobina <11g/dL, determinada em hemoglobinômetro portátil, foi utilizada para definir anemia. Construiu-se perfis de reprodução social com 2 conjuntos de indicadores: formas de trabalhar e formas de viver. Definiu-se 3 estratos sociais homogêneos: superior, intermediário, inferior. A prevalência de anemia foi de 41,7%, sendo mais freqüente nos estratos inferiores (13,2. 40,6 e 46,2%), mas sem diferença estatística (p>0,05). O perfil de reprodução social das famílias dos anêmicos mostrou diferença significativa (p<0,05). Observou-se que a ocorrência da anemia atrelou-se às precárias formas de trabalhar dos estratos sociais inferiores e, conseqüentemente, inadequadas formas de viver.

Keywords : grupo social; anemia; criança.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Spanish | Portuguese     · pdf in English | Spanish | Portuguese