SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número especialOpiniões de adolescentes estudantes sobre consumo de drogas: um estudo de caso em Lima, PerúO trabalho do acadêmico de enfermagem como fator de risco para o consumo de álcool e outras drogas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Latino-Americana de Enfermagem

versão impressa ISSN 0104-1169

Resumo

BALLISTRERI, Martha Carmen  e  CORRADI-WEBSTER, Clarissa Mendonça. O uso de bebidas energéticas entre estudantes de educação física. Rev. Latino-Am. Enfermagem [online]. 2008, vol.16, n.spe, pp. 558-564. ISSN 0104-1169.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692008000700009.

Este estudo descritivo transversal objetivou caracterizar o padrão de consumo de bebidas energéticas em uma amostra de estudantes de educação física através de questionário auto-aplicável (dados sócio-demográficos e caracterização do consumo). Variáveis associadas ao consumo (p<0,05): sexo, estado civil, freqüentar academia, praticar natação para competição e estudar no período matutino. Padrão de consumo (n=137): 2,2% uma vez na vida, 9,5% pelo menos uma vez nos últimos 12 meses; 38% pelo menos uma vez no último mês; 39,4% seis vezes ou mais no último mês; 10,9% vinte vezes ou mais no último mês. Razões para o uso de energéticos: 54% melhorar o sabor do álcool, 27,7% divertir-se a noite inteira, 13,9% melhorar desempenho esportivo, 9,5% estimular-se, 8,8% gostam do sabor; 6,6% por curiosidade e 4,4% para estudar. Entre os que consumiram energéticos, 87,6% misturaram com álcool e 25,9% dos estudantes afirmaram consumir mais álcool quando o misturam com energéticos. CONCLUSÃO: o consumo de energéticos parece estar associado ao esporte e também ao álcool.

Palavras-chave : bebidas energéticas; estudantes; esportes.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês | Espanhol     · pdf em Português | Inglês | Espanhol