SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue2Tuberculosis: limitations and strengths of Directly Observed Treatment Short-CourseQuality of life of a person with Parkinson's disease and the relationship between the time of evolution and the severity of the disease author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Latino-Americana de Enfermagem

Print version ISSN 0104-1169

Abstract

SILVA JUNIOR, Fernando José Guedes da  and  MONTEIRO, Claudete Ferreira de Souza. Os significados da morte e do morrer: a perspectiva de usuários de crack. Rev. Latino-Am. Enfermagem [online]. 2012, vol.20, n.2, pp. 378-383. ISSN 0104-1169.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692012000200022.

O consumo de crack pode constituir-se em forma inautêntica da existência que leva a pessoa a viver de forma imprópria o ser-para-a-morte. Diante dessa realidade, objetivou-se compreender o significado da morte e do morrer para o usuário de crack e desvelar os sentidos atribuídos a esses significados. Realizou-se pesquisa qualitativa, fundamentada no método fenomenológico, com 12 usuários de crack, em processo terapêutico, em um Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas (CAPSad), no período de fevereiro a abril de 2011, em Teresina, Piauí. Os resultados mostram que a morte é significada, onticamente, por companheira, parceira, passagem, viagem e pelo próprio crack. Conclui-se que esse significado expressa uma vivência inautêntica, direcionada ao convívio incessante do crack, acompanhada por sentimento de nulidade e descompromisso relacional.

Keywords : Morte; Cocaína Crack; Enfermagem.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Spanish | Portuguese     · pdf in English | Spanish | Portuguese