SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1O canibalismo asteca: releitura e desdobramentosCronótopos de uma nação distópica: o nascimento da "dependência" no México porfiriano tardio author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Mana

Print version ISSN 0104-9313

Abstract

LEIRNER, Piero C.. A etnografia como extensão da guerra por outros meios: notas sobre a pesquisa com militares. Mana [online]. 2009, vol.15, n.1, pp. 59-89. ISSN 0104-9313.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-93132009000100003.

Este artigo pretende abordar resultados e consequências da realização de pesquisas etnográficas com militares. Partindo de uma discussão mais ampla sobre a ideia de antropólogos trabalhando "com militares", pretendo posteriormente situar os resultados de uma etnografia realizada no Exército brasileiro, tomada a partir de sintomas e/ou efeitos colaterais ocorridos durante e depois da pesquisa de campo. Ao retomar a relação estabelecida, e também a que não foi estabelecida, foi possível constatar a centralidade dos conceitos de "amigo" e "inimigo", para definir um amplo escopo de ligações entre o universo militar e o "mundo de fora". Tais conceitos, de início tomados como relações derivadas de uma noção nativa de guerra, em certa medida projetam-se nas relações entre militares e pesquisadores, o que levou a tratar a etnografia, neste caso específico, em continuidade com uma noção antropológica (posteriormente transformada) de guerra: guerra como relação. A partir dessa premissa relacional, pretende-se pensar algumas consequências metodológicas para uma antropologia deste tipo de objeto de pesquisa.

Keywords : Militares; Etnografia; Inimizade; Antropologia; Guerra.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese