SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.78 issue3Granuloma annulare: tissue distribution of factor XIIIa+ dermal dendrocytes, thrombomodulin+ dermal cells and CD68+ macrophagesVohwinkel´s mutilating keratoderma: report of three familial cases author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

Abstract

ARAUJO, Adauto José Gonçalves de; BASTOS, Otilio Machado P.; SOUZA, Maria Auxiliadora Jeunon  and  OLIVEIRA, Jeferson Carvalhaes de. Ocorrência de onicomicose em pacientes atendidos em consultórios dermatológicos da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. An. Bras. Dermatol. [online]. 2003, vol.78, n.3, pp. 299-308. ISSN 1806-4841.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962003000300006.

FUNDAMENTOS: A infecção por dermatófitos afeta aproximadamente 40% da população mundial, representa 30% de todas as infecções micóticas cutâneas, e a onicomicose por dermatófito é a mais freqüente, representando entre 18 e 40% de todas as onicopatias. A onicomicose é causada primariamente por dermatófitos, Candida spp. e outros fungos não dermatófitos. Entre os agentes fúngicos, os dermatófitos, particularmente Trichophyton rubrum, são os mais comuns desses patógenos. Atualmente, Candida spp. pode invadir a unha distal e proximal. As onicomicoses provocadas por fungos não dermatófitos vêm aumentando em sua prevalência, e, pela similaridade clínica com a onicomicose por dermatófito, é necessário o diagnóstico laboratorial para sua diferenciação. OBJETIVOS: O objetivo do presente trabalho é avaliar a ocorrência de onicomicose na cidade do Rio de Janeiro. MÉTODOS: Foram avaliados 2.920 pacientes entre janeiro de 1998 e dezembro de 1999, dos quais 1.416 apresentaram anormalidades nas unhas. RESULTADOS: A confirmação micológica de onicomicose foi possível em 565 dos 2.920 pacientes, e a prevalência estimada pontual na cidade do Rio de Janeiro é 19,34%. Os homens foram responsáveis por 34,16% das onicomicoses, e as mulheres por 65,84%. A distribuição por agente etiológico dos 224 pacientes com onicomicose que apresentaram cultura positiva foi: dermatófitos 64,7%, Candida spp. 30,1% e outros não dermatófitos 5,2%. CONCLUSÃO: A microbiota fúngica é completamente trocada no mundo periodicamente em sua composição quantitativa e qualitativa, sendo afetada por vários fatores ambientais. Assim, o exame periódico da composição desta microbiota vem a ser vantajoso e de importância epidemiológica e terapêutica.

Keywords : arthrodermataceae; Candida; epidemiologia; onicomicose; Trichophyton.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese