SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1Metacompreensão e inteligência: um estudo correlacional com estudantes do ensino fundamentalPadrões de organização do sistema de comunicação mãe-bebê nas interações face a face: estudo de cinco díades índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Estudos de Psicologia (Natal)

versão impressa ISSN 1413-294X

Resumo

CASTILHO, Goiara Mendonça de  e  JANCZURA, Gerson Américo. Raciocínio condicional: a conclusão depende do conhecimento armazenado na memória. Estud. psicol. (Natal) [online]. 2012, vol.17, n.1, pp. 53-61. ISSN 1413-294X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2012000100007.

Exemplos alternativos armazenados na memória são fundamentais para a correta interpretação da proposição condicional "Se P, então Q". Esse artigo propõe que a força associativa e o tamanho da categoria semântica têm um papel crítico na ativação de modelos alternativos envolvidos neste tipo de raciocínio. Adicionalmente, quanto mais modelos alternativos, justificados em função do tipo de inferência, maior a dificuldade da tarefa, dada a sobrecarga de informação na memória de trabalho. Dois Experimentos testaram essas hipóteses, sendo que os resultados do Experimento 1 confirmaram efeitos significativos da força associativa, tamanho da categoria, tipo de inferência e interação entre fatores. O Experimento 2 evidenciou que os efeitos de força associativa são contextos-dependentes devido à redução do campo semântico. Esses achados são consistentes com a hipótese de que o conhecimento armazenado na memória tem um papel importante no raciocínio condicional.

Palavras-chave : raciocínio condicional; modelos mentais; força associativa; tamanho da categoria.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português