SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1Direitos humanos e democracia na educação infantil: atuação do psicólogo escolar em uma associação pró-educaçãoTeses e dissertações brasileiras sobre relações de equivalência: uma análise da produção de 1998 a 2007 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos de Psicologia (Natal)

versão On-line ISSN 1678-4669

Resumo

STRAPASSON, Bruno Angelo. A caracterização de John B. Watson como behaviorista metodológico na literatura brasileira: possíveis fontes de controle. Estud. psicol. (Natal) [online]. 2012, vol.17, n.1, pp.83-90. ISSN 1678-4669.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2012000100010.

Vincular o nome de John B. Watson ao Behaviorismo Metodológico e ao dualismo tem sido uma prática frequente e indiscriminada na literatura brasileira de psicologia. Este trabalho pretende identificar possíveis fontes de controle para essa vinculação. Constatou-se que a disseminação da ideia de que Watson é dualista ou behaviorista metodológico pode estar relacionada (A) à relutância de Watson em definir seus compromissos ontológicos em seus primeiros textos, (B) ao estilo de escrita de B. F. Skinner que critica o Behaviorismo Metodológico sem explicitar quem seriam os behavioristas metodológicos e (C) à influência do texto de Matos (1997a). Sugere-se que um retorno aos textos originais de Watson é necessário para a adequada caracterização de sua obra e compreensão da história do movimento behaviorista.

Palavras-chave : John B. Watson; behaviorismo metodológico; influência intelectual.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons