SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número2HidropedologiaEstimativas de parâmetros genéticos do caráter escurecimento tardio dos grãos de feijão carioca índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

SILVA, Claudia Denise da; PAZETO, Mariana Silva Rosa  e  VIEIRA, Roberval Daiton. Condutividade elétrica e composição mineral da solução de embebição de sementes de feijão durante o armazenamento. Ciênc. agrotec. [online]. 2012, vol.36, n.2, pp.147-155. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542012000200002.

O teste de condutividade elétrica tem sido usado para avaliar o vigor de sementes de muitas espécies, especialmente de fabáceas, como ervilha, feijão e soja. Assim, nesta pesquisa, objetivou-se avaliar o efeito da temperatura e do período de armazenamento sobre os resultados do teste de condutividade elétrica e da composição mineral da solução de embebição de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris L.). Foram utilizados três lotes do cultivar IAPAR - 81 (grupo "Carioca") e três do cultivar IPR - TIZIU (grupo "Preto") armazenados a 10, 25 e 25-10º C (seis meses a 10º C e seis meses a 25º C). Ao longo de 12 meses de armazenamento, a cada três meses foram determinados: teor de água, germinação e vigor (envelhecimento acelerado e condutividade elétrica) e conteúdo de potássio, cálcio e magnésio da solução de embebição. As sementes das cultivares apresentaram comportamento semelhante no armazenamento. A redução no vigor das sementes de feijão armazenadas a 10º C foi verificada pelos resultados dos testes de envelhecimento acelerado e de condutividade elétrica. O armazenamento de semente de feijão em baixa temperatura (10º C) não influencia os resultados da avaliação do seu vigor pelo teste condutividade elétrica e a quantificação de cálcio, magnésio e potássio. A avaliação do vigor pelo teste de condutividade elétrica não é recomendada para semente de feijão armazenada por longos períodos (acima de 9 meses).

Palavras-chave : Phaseolus vulgaris L; vigor; lixiviação; baixa temperatura.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons