SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número1Métodos hierárquicos e de otimização na caracterização de genótipos de tomateiroAcúmulo de nutrientes na casca de Eucalyptus em diferentes densidades populacionais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

versão impressa ISSN 1415-4366versão On-line ISSN 1807-1929

Resumo

CARVALHO, Ailton A. de et al. Dependência espacial de atributos do milho em sequeiro sob distintas condições de cobertura do solo. Rev. bras. eng. agríc. ambient. [online]. 2019, vol.23, n.1, pp.33-39. ISSN 1807-1929.  https://doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v23n1p33-39.

O cultivo de milho em sequeiro é amplamente explorado no Nordeste Brasileiro pela agricultura familiar, para alimentação humana e animal. Para melhorar a captação da água da chuva e a umidade do solo, pode-se adotar a cobertura morta, embora essa prática ainda seja raramente aplicada no cultivo de milho de sequeiro. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar a variabilidade espacial da produtividade do milho, com base nos atributos físicos do solo e no crescimento e produção da planta, sob regime de sequeiro na presença e na ausência de cobertura morta na região semiárida. O estudo foi realizado de maio a setembro de 2016 em Pesqueira-PE, avaliando o desenvolvimento e a produção de milho em parcelas experimentais, adotando-se o sistema tradicional sem cobertura morta e com cobertura. Estabeleceu-se dois grids com 40 pontos em malha de 4 x 10 m, com espaçamento de 1 m para amostragem de solo e avaliação biométrica. Para análise estatística, foram sorteadas trinta amostras aleatoriamente em cada parcela. O milho cultivado na presença de cobertura apresentou maior desenvolvimento, com distribuição simétrica para todas as variáveis, exceto para a umidade do solo e o diâmetro do colmo. O teor de areia, a umidade do solo, a altura da primeira bifurcação, o número de folhas, o comprimento da folha, a altura da planta e o peso da espiga apresentaram de moderada a forte dependência espacial para as duas condições, com maior dependência espacial sempre observada para os parâmetros de desenvolvimento na área com cobertura morta.

Palavras-chave : agricultura de sequeiro; krigagem; pó de coco; cobertura morta; cultivar São José.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )