SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 suppl.1Consenso brasileiro para transplante de células-tronco hematopoéticas para tratamento de doenças autoimunesRecomendações no manejo das complicações infecciosas no transplante de células-tronco hematopoéticas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia

versão impressa ISSN 1516-8484

Resumo

LERNER, Décio; ARCURI, Leonardo J.  e  COLARES, Marta. Transplante de células-tronco hematopoéticas para tumores sólidos: recomendações do Consenso Brasileiro de Transplante de Medula Óssea. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. [online]. 2010, vol.32, suppl.1, pp.136-139.  Epub 30-Abr-2010. ISSN 1516-8484.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-84842010005000031.

O transplante de células-tronco hematopoéticas autólogo permite o escalonamento de dose de drogas quimioterápicas e é uma estratégia atraente para tratamento de tumores sólidos, principalmente em doenças recaídas. Não há, no entanto, estudos randomizados fase III que demonstrem benefício deste procedimento em tumor sólido. Em tumor germinativo de testículo, há estudos fase II com excelentes resultados, proporcionando cura para doentes refratários a platina ou que estão em terceira linha de quimioterapia. Com base nisto, o transplante de células-tronco hematopoéticas autólogo é considerado tratamento padrão para tumor germinativo recaído. Para câncer de mama, o papel desta modalidade de tratamento permanece controverso apesar dos vinte anos de experiência. Ainda é utilizado em ensaios clínicos e talvez exista algum subgrupo que se beneficie. O procedimento não oferece benefício para câncer de ovário, pulmão ou tumor cerebral. O transplante alogeneico de células-tronco hematopoéticas para tumores sólidos se baseia no efeito enxerto-contra-tumor, que é observado para algumas doenças: câncer mamário, colorretal, ovariano, pancreático e, finalmente, renal, em que há a maior experiência. Porém, o tratamento ainda é considerado experimental.

Palavras-chave : Transplante de células-tronco hematopoéticas; neoplasia de células germinativa e embrionária; neoplasia de mama; doença do enxerto contra hospedeiro.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons