SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue3Are there increases on the body weight during weekends and New Year celebrations? Analysis on participants in a supervised exercise programPostural alterations in male Brazilian athletes who have participated in international muscular power competitions author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

OLIVEIRA, Aldair José de  and  ARAUJO, Claudio Gil Soares de. Proposição de um critério antropométrico para suspeita diagnóstica de dismorfia muscular. Rev Bras Med Esporte [online]. 2004, vol.10, n.3, pp. 187-190. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922004000300008.

INTRODUÇÃO: A dismorfia muscular (DISMUS) é uma síndrome psiquiátrica que acomete indivíduos de ambos os sexos com maior prevalência entre os homens, na qual o indivíduo percebe seu corpo como pequeno e franzino, quando na verdade é forte e musculoso. Inexistem na literatura abordagens antropométricas sobre DISMUS. OBJETIVO: Obter dados em uma população de referência para sugerir um critério antropométrico para diagnóstico da DISMUS. MÉTODOS: A amostra foi composta de 1.825 indivíduos que participaram de uma avaliação médico-funcional (1.108 homens e 717 mulheres) entre os anos de 1994 e 2003, com idade superior ou igual a 15 anos, não atletas e que não apresentavam deficiência física locomotora significativa nem diagnóstico clínico de DISMUS. Foram calculados individualmente dois índices de proporcionalidade adimensionais, B/P1 e B/P2, com e sem correção pela medida de espessura de dobra cutânea, respectivamente. Estabeleceu-se como critério antropométrico para DISMUS a presença de uma razão superior a um entre os perímetros de braço contraído e flexionado e de perna associado à inexistência de três outros pontos de corte das variáveis ectomorfia, åDC (somatório das medidas de espessura das dobras cutâneas tricipital e perna medial) e perímetro abdominal, esses últimos visando excluir indivíduos com valores de B/P1 e B/P2 elevados primariamente devido ao excesso de gordura corporal. RESULTADOS: Razão B/P1 > 1 foi observada em 16 indivíduos, oito em cada gênero. Analisando os outros pontos de corte, todas as mulheres puderam ser identificadas como obesas e, portanto, não portadoras de DISMUS, enquanto nos homens, sete dos oito indivíduos puderam ser enquadrados como casos sugestivos de DISMUS. CONCLUSÕES: Com base na amostra ampla e heterogênea utilizada no presente estudo, é possível sugerir um critério antropométrico como sinal de DISMUS. Outros estudos estão sendo conduzidos para validar o critério antropométrico de DISMUS proposto no presente estudo e determinar a sensibilidade e a especificidade utilizando amostras propositadamente escolhidas por sua alta prevalência de DISMUS.

Keywords : Imagem corporal; Proporcionalidade; Antropometria; Fortalecimento muscular; Força.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese