SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número4Independência temporal das respostas do esforço percebido e da freqüência cardíaca em relação à velocidade de corrida na simulação de uma prova de 10kmEfeitos do consumo prévio de carboidratos sobre a resposta glicêmica e desempenho índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

versão impressa ISSN 1517-8692versão On-line ISSN 1806-9940

Resumo

RASQUINHA, Edward; KELENCZ, Carlos Alberto  e  MAGINI, Marcio. Estudo dos componentes físicos implicados no ângulo de aterrissagem no movimento do rodante, executado no aparelho solo da ginástica artística. Rev Bras Med Esporte [online]. 2006, vol.12, n.4, pp.184-188. ISSN 1806-9940.  https://doi.org/10.1590/S1517-86922006000400004.

INTRODUÇÃO: A biomecânica pode ser considerada uma subárea da física responsável pelo estudo do movimento humano. No contexto do estudo do movimento, a ginástica artística é uma modalidade esportiva que intriga muito dos pesquisadores dessa área do conhecimento pela sua complexidade. Este trabalho analisa um dos movimentos mais importantes dessa modalidade, o rodante. OBJETIVO: Analisar os componentes físicos implicados na execução do movimento do rodante no aparelho solo, procurando estabelecer alguma relação entre essas e o ângulo de aterrissagem medido ao final desse elemento acrobático. MÉTODOS: A amostra foi composta por sete ginastas, com idade variando entre 14 e 20 anos, com tempo de treinamento de no mínimo cinco anos. Esta pesquisa utilizou-se de ferramentas metodológicas fundamentadas em princípios da mecânica clássica, técnicas de fotogrametria e de tratamentos estatísticos. RESULTADOS: Dentre as grandezas físicas implicadas na execução do rodante, o torque externo apresentou maior relevância para este estudo; assim, tratando este de uma pesquisa com seres humanos, a variabilidade dos resultados obtidos é compreensível; além desse fator, a diferença de nível técnico entre as ginastas e as oscilações da técnica empregada por uma mesma ginasta, observadas durante as execuções dos testes, foram responsáveis pela diversidade dos resultados obtidos. CONCLUSÕES: Por meio dos resultados obtidos no presente estudo foi possível concluir que, quanto menor o ângulo de aterrissagem do rodante, maior será o torque externo. Também foi verificado que a aceleração inicial, ou seja, o momento de corrida, influencia diretamente nesse ângulo e, por conseqüência, na produção do torque externo.

Palavras-chave : Biomecânica; Ginastas; Torque externo; Aceleração.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons