SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.63 número2Avifauna em dois fragmentos de floresta estacional semidecídua do interior paulistaA estrutura da comunidade zooplanctônica de duas lagoas marginais do rio Cuiabá (Mato Grosso, Brasil) com análise da diversidade dos Clodocera e Rotifera índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Biology

versão impressa ISSN 1519-6984versão On-line ISSN 1678-4375

Resumo

TEIXEIRA-FILHO, P. F.; ROCHA, C. F. D.  e  RIBAS, S. C.. Especialização relativa alimentar pode reduzir variações ontogenéticas, sexuais e sazonais na dieta: o lagarto Cnemidophorus littoralis (Teiidae). Braz. J. Biol. [online]. 2003, vol.63, n.2, pp.321-328. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842003000200017.

Estudamos a dieta do lagarto teídeo Cnemidophorus littoralis no ambiente sazonal da Restinga da Barra de Maricá (22o57'S, 43o50'W), Estado do Rio de Janeiro, Brasil, analisando em que extensão a dieta do lagarto é sexual, ontogenética e/ou sazonalmente conservativa. O conteúdo do estômago dos lagartos foi analisado, identificado, contado, estimado seu volume e agrupado em quatro classes (presas ativas, sedentárias, distribuídas de forma agregada e material vegetal). A contribuição relativa de cada tipo de presa para o número e volume total consumido por adultos machos e fêmeas e para jovens foi comparada entre jovens e adultos, entre os sexos e entre as estações (seca e úmida). O dimorfismo sexual no tamanho da cabeça foi testado comparando a largura da cabeça e o comprimento da mandíbula por análise de covariância (ANCOVA). Os isópteros foram as presas mais importantes, ocorrendo nos estômagos de 93% dos lagartos e correspondendo a 96,4% do número total de presas e a 69,7% do volume total das presas, apresentando altas freqüências nos estômagos em todos os meses do ano. Não houve diferenças sexuais, ontogenéticas ou sazonais na dieta de C. littoralis, embora os sexos tenham diferido significativamente na largura da cabeça. Portanto, concluímos que isópteros constituem o principal item da dieta de C. littoralis na Restinga da Barra de Maricá, tanto para jovens quanto para adultos, e que a ausência de variação sazonal, ontogenética ou sexual na dieta da espécie resulta do elevado consumo desses insetos. Os isópteros são pequenos, ocorrem agrupados e estão disponíveis ao longo de todo o ano, constituindo item alimentar vantajoso para o forrageador ativo C. littoralis. O dimorfismo sexual no tamanho da cabeça (machos com cabeças mais largas) parece não estar relacionado à dieta da espécie, sendo provavelmente resultado da seleção sexual.

Palavras-chave : lagarto; Teiidae; restinga; dieta conservativa; dimorfismo sexual.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons