SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.72 número1Mollusks (Gastropoda and Bivalvia) of the Multiple-Use Reserve Martín García Island, Río de la Plata River: biodiversity and ecologyToxicity of herbicides on Escherichia coli growth índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Brazilian Journal of Biology

versión impresa ISSN 1519-6984

Resumen

PAULO, DV; FONTES, FM  y  FLORES-LOPES, F. Alterações histopatológicas observadas no fígado de Poecilia vivipara (Cyprinodontiformes: Poeciliidae) como ferramenta de avaliação da qualidade ambiental do rio Cachoeira, BA. Braz. J. Biol. [online]. 2012, vol.72, n.1, pp.131-140. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842012000100015.

Alterações histopatológicas em fígado têm sido amplamente utilizadas como ferramenta no estudo de monitoramento da qualidade ambiental. A fim de avaliar a qualidade ambiental do Rio Cachoeira, foi realizado um monitoramento em cinco pontos do rio, entre Itapé e Ilhéus, utilizando-se análise histopatológica do fígado. A espécie Poecilia vivipara foi escolhida para análise por ser uma das mais abundantes nas amostragens. Foi utilizada a técnica histológica de rotina de inclusão e impregnação em parafina, sendo os cortes corados com hematoxilina e eosina (H&E). As alterações histopatológicas no fígado foram avaliadas semiquantitativamente e baseadas na severidade das lesões. Os resultados das frequências de alterações histopatológicas juntamente com as médias de IAH dos pontos 1 (Vila de Itapé) e 2 (Fazenda Santa Amélia) demonstraram que nestas áreas os ambientes encontram-se mais comprometidos por causa da atuação de algum agentes estressores, que possivelmente, seja contaminante que deve estar atuando sobre o ambiente e comprometendo a saúde dos peixes. Os resultados dos testes estatísticos demonstraram que não houve diferença estatisticamente significativa entre os pontos Vila de Itapé, Fazenda Santa Amélia e Ponto do Pitu, e que ambos - pontos Vila de Itapé, Fazenda Santa Amélia - estão comprometidos ecologicamente, apesar de o ponto Fazenda Santa Amélia ser considerado o mais degradado de acordo com as frequências de alterações e o IAH.

Palabras clave : Poecilia vivipara; toxicologia; alterações histopatológicas.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons