SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.72 número2Temporal influence on foraging strategies, territoriality and nomadic tendencies of Snail Kite, Rosthramus sociabilis (Viellot, 1817) in an urban Neotropical wetland índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Brazilian Journal of Biology

versión impresa ISSN 1519-6984

Resumen

PEDERASSI, J.; LIMA, MSCS.; PEIXOTO, OL.  y  SOUZA, CAS. A escolha de bromélias, como micro-habitat, por Scinax argyreornatus (Anura, Hylidae). Braz. J. Biol. [online]. 2012, vol.72, n.2, pp.229-233. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842012000200001.

A associação dos anuros às bromeliáceas pode apresentar diferentes graus de interação, como: bromelículas eventuais, bromelículas obrigatórios e bromelígenas. Scinax argyreornatus apresenta uma associação frequente a essas plantas. Propõe-se, neste estudo, qualificar esse grau de associação, buscando identificar qual espécie de bromélia é mais ocupada, reconhecendo os fatores que interferem nessa escolha de ocupação. Analisou-se a Concentração de Dominância Relativa dos anuros por espécie de bromélia, sendo considerados como prováveis critérios de escolha: número, largura e comprimento das folhas, número de axilas foliares, volume de água acumulado, pH e umidade relativa, entre outros componentes organográficos, que foram submetidos à ANOVA e, sempre que observadas diferenças significativas, ao teste de Tukey. Avaliou-se também a escolha de ocupação pela constância de Bodenheimer. A matriz de correlação apontou a UR% como o fator responsável pela ocorrência do animal nas bromélias, exceto para Aechmea sp.; entretanto, esta foi a planta com maior Constância de ocupação, seguida por Quesnelia arvensis e Neoregelia johannis. Segundo a ANOVA, Aechmea  sp. e Q. arvensis não apresentam diferenças entre si do ponto de vista organográfico, mas diferem de N. johannis. Foi possível inferir que a estrutura organográfica da planta e a UR% são as condições que interferem na escolha de ocupação das bromélias por S. argyreornatus, enquanto as outras características não demonstraram nenhuma correlação.

Palabras clave : anfíbios; Floresta Atlântica; bromélia; interação ecológica; Quesnelia arvensis; Aechmea sp.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons