SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue3The avifauna of the Poço D'Anta Municipal Biological Reserve, Juiz de Fora, MGPeriphytic diatoms on Potamogeton polygonus Cham. & Schltdl.: first records from Paraná State author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Biota Neotropica

On-line version ISSN 1676-0611

Abstract

SANTOS-WISNIEWSKI, Maria José dos et al. O estado atual do conhecimento da diversidade dos Cladocera (Crustacea, Branchiopoda) nas águas doces do estado de Minas Gerais. Biota Neotrop. [online]. 2011, vol.11, n.3, pp.287-301. ISSN 1676-0611.  http://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032011000300024.

O objetivo do presente trabalho é apresentar uma check list atualizada dos registros existentes para espécies de Cladocera nas águas doces do Estado de Minas Gerais que possa servir de base para os estudos em andamento ou estudos futuros dentro do escopo do Programa Biota Minas. O trabalho baseia-se numa extensa revisão da literatura incluindo recentes revisões taxonômicas, particularmente para alguns gêneros da família Chydoridae. O levantamento realizado evidenciou a ocorrência de 94 espécies de Cladocera, distribuídos em 88 corpos de água no estado de Minas Gerais. Estes cladóceros incluem representantes de 35 gêneros pertencentes a 7 das 8 famílias com ocorrência nas águas doces da região Neotropical. Para os Cladocera em geral, a família com maior riqueza foi a Chydoridae (Ordem Anomopoda) com um total de 47 espécies registradas, correspondendo a 50% da riqueza total dos Cladocera. As demais famílias, em ordem decrescente em relação à riqueza de espécies foram Daphnidae com 16, Macrothricidae com 9, Sididae e Bosminidae com 8 espécies cada, Moinidae e Ilyocryptidae com 3 espécies cada. Em relação à ocorrência nas bacias hidrográficas do estado de Minas Gerais, os dados obtidos evidenciaram registros de espécies de cladóceros em 6 das 8 bacias principais. Contudo não há qualquer registro para as bacias dos rios Mucuri e Paraíba do Sul. Observa-se que a maior riqueza de espécies de Cladocera em algumas bacias hidrográficas como as bacias do Rio Doce com 67 espécies, e a bacia do Rio Grande com 65 espécies resulta muito provavelmente do maior número de estudos realizados nas mesmas, e que por outro lado, bacias com baixa riqueza de Cladocera como as bacias do rio Pardo (9 espécies) e do Rio Jequitinhonha (3 espécies) ou com nenhuma ocorrência registrada (bacias do rio Mucuri e do rio Paraíba do Sul) resultam de poucos, ou nenhum estudo, respectivamente. Conclui-se que há necessidade de ampliação da cobertura geográfica para amostragem de corpos de água em outras bacias, particularmente aquelas localizadas na região norte e nordeste do estado de Minas Gerais.

Keywords : biodiversidade; riqueza de cladocera; Chydoridae; cladóceros tropicais; diversidade em água doce; zooplâncton.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License