SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 issue1Use of recent geoid models to estimate mean dynamic topography and geostrophic currents in South Atlantic and Brazil Malvinas confluenceInfluence of piers on functional groups of benthic primary producers and consumers in the channel of a subtropical coastal lagoon author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google
  • uBio

Share


Brazilian Journal of Oceanography

Print version ISSN 1679-8759

Abstract

CASTRO, Clovis Barreira e; SEGAL, Bárbara; NEGRAO, Fábio  and  CALDERON, Emiliano Nicolas. Four-year monthly sediment deposition on turbid southwestern Atlantic coral reefs, with a comparison of benthic assemblages. Braz. j. oceanogr. [online]. 2012, vol.60, n.1, pp. 49-63. ISSN 1679-8759.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-87592012000100006.

A sedimentação é freqüentemente relacionada a estresse em recifes de coral. Os recifes do Atlântico sul ocidental possuem grande sedimentação, entretanto carecem de séries temporais das taxas de deposição de sedimento. Foram avaliadas estas taxas e a composição carbonática do sedimento, além da cobertura de corais e zoantídeos em seis recifes brasileiros durante quatro anos consecutivos. A deposição variou de zero a 233 mg cm-2 dia-1, com picos entre agosto e dezembro e médias anuais variando de nove a 104 mg cm-2 dia-1. As taxas de deposição apresentaram correlação com o vento, indicando que a ressuspensão deve ser o fator preponderante. A contribuição do carbonato variou de 38% a 90%, com dois locais apresentando diferenciação sazonal. As comunidades bênticas foram similares entre locais, entretanto as análises sugerem freqüencias diferenciadas para cada local. Não houve correlação significativa entre sedimentação e a comunidade bêntica. Entretanto, maior cobertura de Palythoa caribaeorum normalmente ocorreu em áreas de maior sedimentação. Nossos resultados não corroboraram resultados prévios sugerindo que 10 mg cm-2 dia-1 seria "limite crítico para sobrevivência" dos corais. Recifes brasileiros podem estar associados a ambientes de alta deposição de sedimento com elevadas frações carbonáticas, o que não impede o desenvolvimento das comunidades recifais do Atlântico sul ocidental.

Keywords : Comunidade bêntica; Coral; Recife de coral; Condições ambientais; Sedimentação; Zoantídeo.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )     · press release in English | Portuguese

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License