SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número3Resistência à fratura de dentes tratados endodonticamente submetidos a tratamento clareador com peróxido de hidrogênio e nanopartículas de dióxido de titânio fotoativado por LED-laserAvaliação subjetiva da aceitabilidade das imagens de tomografia computadorizada de feixe cônico para o planejamento de implantes osteointegrados índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Odontologia da UNESP

versão On-line ISSN 1807-2577

Resumo

OLIVEIRA, Danillo Lyrio de  e  YARID, Sérgio Donha. Prontuário odontológico sob a ótica de discentes de Odontologia. Rev. odontol. UNESP [online]. 2014, vol.43, n.3, pp.158-164. ISSN 1807-2577.  http://dx.doi.org/10.1590/rou.2014.031.

Introdução:

O prontuário odontológico é indispensável para o planejamento do tratamento por reunir todas as informações pertinentes ao paciente, além de servir como prova legal em processos civis, penais, éticos, administrativos e identificação post-mortem. O correto preenchimento e a guarda de toda documentação odonto-legal devem seguir durante a Graduação e toda a vida profissional.

Objetivo:

Avaliar a percepção dos discentes de Odontologia sobre o prontuário odontológico, sua composição e importância.

Material e método:

Trata-se de uma pesquisa descritiva observacional do tipo transversal, na qual foram aplicados questionários aos graduandos do quarto ao décimo semestre do Curso de Odontologia de uma universidade pública do interior do Estado da Bahia, Brasil, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), durante o primeiro período letivo de 2013.

Resultado:

Dos 142 alunos entrevistados, 105 participaram da pesquisa; a maioria reconhece os documentos que devem compor o prontuário odontológico, 98,10% utilizam o prontuário manuscrito e 33,33% afirmam que o tempo de guarda do prontuário deveria ser ad eternum.Os alunos identificam a importância do prontuário em 93,33% para processos éticos e 97,15% em casos de identificação humana e processos jurídicos. Solicitam a assinatura do paciente para as respostas da anamnese em 85,71% e demonstram desconhecimento da sua importância em outros documentos que compõem o prontuário.

Conclusão:

Percebe-se que os discentes de Odontologia, em sua maioria, desconhecem o correto tempo de guarda e a necessidade da assinatura nos documentos suplementares.

Palavras-chave : Registros odontológicos; estudantes de Odontologia; documentação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )