SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número2Pedagogía del deporte y de las luchas: en la búsqueda de enfoquesAnálisis del desempeño motor en las tareas de "timing" de previsión en ancianos practicantes de deporte de interceptación índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte

versión impresa ISSN 1807-5509

Resumen

CHAVES, Raquel Nichele de et al. Variabilidade na coordenação motora: uma abordagem centrada no delineamento gemelar. Rev. bras. educ. fís. esporte [online]. 2012, vol.26, n.2, pp. 301-311. ISSN 1807-5509.  http://dx.doi.org/10.1590/S1807-55092012000200012.

O propósito deste estudo foi estimar a contribuição dos fatores genéticos e ambientais na variabilidade do desempenho interindividual na coordenação motora. A amostra foi constituída por 64 pares de gêmeos portugueses, com idades entre cinco e 14 anos. Avaliou-se o desempenho da coordenação através das quatro provas da bateria KTK: equilíbrio à retaguarda (ER); saltos monopedais (SM); transposição lateral (TL); saltos laterais (SL). Calculou-se o coeficiente de correlação intraclasse (t), sendo estimada a contribuição dos fatores genéticos (a2), ambientais comuns (c2) e únicos (e2). Os resultados mostram valores de t mais elevados entre gêmeos monozigóticos, sugerindo presença de fatores genéticos. Entretanto, estimativas de a2 foram baixas, variando entre 15% (TL) e 41% (SM), enquanto para c2 situaram-se entre 46% (SL) e 58% (TL), e para e2 entre 11% (SM) e 28% (TL). Conclui-se que fatores ambientais são responsáveis pela maior parcela de influência na variabilidade do desempenho na coordenação motora.

Palabras llave : Coordenação Motora; Genética quantitativa; KTK.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués