SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Polinização por Apis mellifera em soja transgênica [Glycine max (L.) Merrill] Roundup ReadyTM cv. BRS 245 RR e convencional cv. BRS 133Tratamentos para superar a dormência de sementes de Acacia mangium Willd. índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Scientiarum. Agronomy

versão On-line ISSN 1807-8621

Resumo

ERASMO, Eduardo Andrea Lemus et al. Superação da dormência em sementes de Murdannia nudiflora (L.) Brenan. Acta Sci., Agron. [online]. 2008, vol.30, n.2, pp.273-277. ISSN 1807-8621.  http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v30i2.1785.

O objetivo deste trabalho foi identificar tratamentos capazes de promover e uniformizar a germinação das sementes de Murdannia nudiflora (L.) Brenan. As sementes desta planta daninha, infestante de arroz irrigado, foram submetidas à escarificação mecânica, com lixa n° 220 (20, 30 e 40 fricções); escarificação química, com imersão em ácido sulfúrico (90% por 30 e 40 seg.), seguida por lavagem em água corrente; imersão em hipoclorito de sódio (2,5% por 8 e 12 horas) e soda cáustica (5 min.), seguida por cinco lavagens em água destilada; imersão em KNO3 (1% por 24 horas); pré-aquecimento, a 40°C, em substrato úmido ou seco por duas, três ou quatro semanas. O delineamento estatístico utilizado foi o inteiramente ao acaso com quatro repetições. As avaliações constituíram-se de contagens das sementes germinadas, a cada dois dias. O tratamento mais favorável à superação da dormência das sementes foi o pré-aquecimento, a 40°C, em substrato úmido, por três semanas (G=91%), seguido da escarificação mecânica, por 40 fricções (G=83%), e imersão das sementes, em ácido sulfúrico, por 40 segundos (G=82%).

Palavras-chave : planta daninha; Commelinaceae; germinação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons