SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 número1Associação entre preferência por alimentos doces e cárie dentáriaIndicadores de saúde bucal da atenção básica: a compreensão e a informação registrada pelos cirurgiões-dentistas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


RGO - Revista Gaúcha de Odontologia

versão On-line ISSN 1981-8637

Resumo

MATTOS, Grazielle Christine Maciel et al. Perfil dos cirurgiões-dentistas da equipe de saúde bucal de uma microrregião de saúde de Minas Gerais, Brasil. RGO, Rev. Gaúch. Odontol. [online]. 2014, vol.62, n.1, pp.31-36. ISSN 1981-8637.  https://doi.org/10.1590/1981-8637201400010000052590.

OBJETIVO:

Descrever o perfil dos cirurgiões-dentistas da equipe de saúde bucal de uma microrregião de saúde de Minas Gerais, Brasil.

MÉTODOS:

Estudo transversal com 48 cirurgiões-dentistas de 16 municípios, cuja coleta de dados foi realizada por questionário. As variáveis consideradas foram: tempo de formação em anos e salário mensal em reais (centroides), cumprimento da jornada de trabalho semanal, modalidade de incorporação na equipe de saúde bucal, curso de pós-graduação, participação social e participação em curso na Saúde da família. Todas as variáveis foram utilizadas para agrupar os cirurgiões-dentistas por meio da análise de segmentação TwoStep Cluster com distância euclidiana quadrática, com p<0,05 de significância.

RESULTADOS:

Formaram-se três clusters que se diferenciam principalmente em relação ao tempo de formação profissional (p=0,007), jornada cumprida de trabalho (p<0,001), pós-graduação (p<0,001) e participação social (p=0,031). O primeiro reuniu cirurgiões-dentistas com menor tempo de formação, salário intermediário que declararam cumprir a jornada de trabalho e que não possuem curso de pós-graduação; o segundo reuniu cirurgiões-dentistas com os maiores salários e tempo de formado que possuem curso de pós-graduação e o último foi formado por cirurgiões-dentistas com tempo de formação intermediário, os menores salários, que cumprem a jornada de trabalho, já realizaram curso de capacitação/treinamento na Estratégia Saúde da Família e não tem participação social.

CONCLUSÃO:

Os cirurgiões-dentistas da Estratégia Saúde da Família são diferentes em relação à jornada de trabalho semanal, curso de pós-graduação e participação social no município, sendo que o tempo de formação pode ser uma característica crucial para apontar essas diferenças.

Palavras-chave : Odontologia do trabalho; Saúde do trabalhador; Saúde bucal.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )