SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número1Repetibilidade e número de colheitas para a seleção de progênies de pinheirasDivergência genética entre acessos brasileiros de cúrcuma utilizando descritores morfo-agronômicos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Crop Breeding and Applied Biotechnology

versão On-line ISSN 1984-7033

Resumo

ALMEIDA, Cicero et al. Variabilidade genética em populações de milho doce, comum e teosinto. Crop Breed. Appl. Biotechnol. (Online) [online]. 2011, vol.11, n.1, pp. 64-69. ISSN 1984-7033.  http://dx.doi.org/10.1590/S1984-70332011000100009.

O milho (Zea mays L. ssp. mays) possui diversas espécies relacionadas, chamadas teosinto, que estão distribuídas em várias subespécies de Zea e em diversos outros gêneros. Entre os tipos de milho, o milho doce apresenta um grande potencial para consumo in natura, sendo originário de mutações que aumentam o teor de polissacarídeo no endosperma. No Brasil existem populações de milho doce, comum e teosinto, cujo nível de variabilidade genética não é conhecido. O objetivo desse trabalho foi analisar a variabilidade genética em duas populações de milho doce (BR 400 e BR 402), duas de milho comum (Pampa e Suwan) e uma de teosinto, usando marcadores microssatélites. Os resultados mostraram baixa variabilidade genética intrapopulacional nas populações de milho, e relativamente alta para a população de teosinto, sugindo que essas populações de milho podem apresentar limitações em futuros ciclos de melhoramento genético.

Palavras-chave : melhoramento genético; marcadores SSR; recursos genéticos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês