SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número2O argumento analógico de Darwin: a função da retórica entre o artificial e o naturalEntre o sensível e o inteligível: uma leitura semiótica do episódio Hino nacional, do Seriado Black Mirror índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso

versão On-line ISSN 2176-4573

Resumo

STEFANI, Jaqueline  e  CRUZ, Natalie Oliveira da. Compreensão e linguagem em Heidegger: ex-sistência, abertura ontológica e hermenêutica. Bakhtiniana, Rev. Estud. Discurso [online]. 2019, vol.14, n.2, pp.112-127.  Epub 15-Abr-2019. ISSN 2176-4573.  https://doi.org/10.1590/2176-457339683.

O artigo investiga de que modo a hermenêutica heiddeggeriana, especialmente nas obras A caminho da linguagem, Os conceitos fundamentais da metafísica: mundo, finitude, solidão e Ser e tempo, propõe que se tome o ato da compreensão de algo, por meio de uma ontologia fundamental, em sua facticidade e historicidade, de maneira oposta à abordagem científica. Conclui-se que a compreensão supõe: uma abertura fundamental; uma retomada da noção de verdade grega; a circularidade que está envolvida em todo ato compreensivo; a compreensão de si que está presente em toda compreensão filosoficamente originária sobre algo e a noção de linguagem como a casa do ser. Trata-se de uma abordagem da linguagem para além de mero instrumento comunicativo, dado que a razão instrumental tem conduzido o homem para um modo inautêntico de ser. A linguagem, tomada de modo essencial e originário, é constituinte do próprio Dasein, histórico e finito, contraposta a uma teoria proposicional lógico-científica da linguagem.

Palavras-chave : Heidegger; Linguagem; Compreensão; Verdade; Finitude.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )