SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue1Total protein content of the cerebrospinal fluid: changes related to the age and to the sexSymptoms without disease author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Arq. Neuro-Psiquiatr. vol.21 no.1 São Paulo Mar. 1963

http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1963000100004 

Variações fisiológicas da pressão do líquido cefalorraqueano na cisterna magna

 

Physiological variations of the cerebrospinal fluid pressure in the cisterna magna.

 

 

A. Spina-França

Assistente-doutor; Trabalho da Clínica Neurológica da Fac. Med. da Univ. de São Paulo (Prof. A. Tolosa)

 

 


RESUMO

É feito estudo de revisão das variações fisiológicas da pressão do LCR ao nível da cisterna magna (punção suboccipital).
Em relação à série de 1.500 pacientes com afecções do sistema nervoso e sem sintomatologia de hipotensão ou de hipertensão intracraniana, a pressão média normal do LCR ao nível da cisterna magna foi de 11,9 cm de água (paciente calmo, decúbito lateral horizontal). As variações fisiológicas de pressão, segundo os achados, têm como limites os valôres de 4,1 e 19,7 cm de água. Êsses valôres permitem caracterizar, para a cisterna magna, a existência de hipotensão do LCR quando a pressão fôr menor ou igual a 4 cm de água; a hipertensão é caracterizada por valores iguais ou maiores do que 20 cm de água.
A pressão do LCR ao nível da cisterna magna é menor do que no fundo de saco lombar. Para série de 276 pacientes o valor médio achado para êste último nível foi de 16,7 cm de água (decúbito lateral horizontal). A diferença entre as médias foi altamente significativa.
Não foram verificadas modificações da pressão do LCR ao nível da cisterna magna que pudessem ser relacionadas ao sexo. Sem que representassem dados de interêsse para a prática, foram verificadas variações ligadas à côr e à idade dos pacientes. Em média a pressão do LCR se mostrou menor entre pacientes prêtos e amarelos que entre os brancos e os mulatos. Um declínio do valor médio da pressão foi verificado à medida em que aumentava a idade dos pacientes. Êste declínio mostrou-se maior para o grupo de pacientes com idade acima de 60 anos.


SUMMARY

Data concerning to the normal pressure of the CSF at the level of the cisterna magna were reviewed. The values found for 1,500 patients with diseases of the nervous system but without symptomatology of intracranial hypotension or hypertension were analysed. The determination of the pressure was made with the patients relaxed, in horizontal and lateral decubitus. The mean value found was that of 11.9 cm of water and the limits for the physiological variations were 4.1 and 19.7 cm of water. Thus, hypotension is characterized when the pressure is 4 cm of water or lower. Hypertension is to be referred when 20 cm of water or more represents the CSF pressure in the cisterna magna.
The CSF pressure is lower in the cisterna magna than in the lumbar region. In a group of 276 patients the mean value found for the later was 16.7 cm of water (lateral horizontal decubitus). The difference between the values showed to be significant.
There are not differences related to the sex in the CSF pressure at the cisterna magna. There are significative differences related to the colour of the patients. The values were found to be lower among black and yellow patients. The mean pressure tends to be lower with the age. This tendency was found to increase over 60 years old. The differences related to the colour and to the age of the patients which were found, have not clinical significance.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS

1. HEMMER, R. - Der Liquordruck. G. Thieme Verlag, Stuttgart, 1960.         [ Links ]

2. LANGE, O. - O Líquido Céfalo-Raqueano em Clínica. Cia. Melhoramentos de São Paulo, 1937        [ Links ]

3. LONGO, P. W.; DOURADO, J. V.; REIS, J. B. - Pressão do líquido cefalorraqueano. Conceito de normalidade. Rev. Paulista Med. 36:45-48 (janeiro) 1950.         [ Links ]

4. LUPS, S.; HAAN, A. M. F. H. - The Cerebrospinal Fluid. Elsevier Publ. Co., Amsterdam, 1954.         [ Links ]

5. MERRITT, H. H.; FREMONT-SMITH, F. - The Cerebrospinal Fluid. W. B. Saunders Co., Philadelphia, 1937.         [ Links ]

 

 

Clínica Neurológica - Faculdade de Medicina da USP - Caixa Postal 3461 - São Paulo, SP - Brasil

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License