SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 númeroUNICOBehavior of new varieties of sweet pepper in the area of CampinasSpectrophotometric determination of calcium in soils índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Bragantia

versión On-line ISSN 1678-4499

Bragantia vol.28 no.unico Campinas enero 1969

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051969000100019 

Determinação do vírus do enrolamento por enxertia com tecido infetado de tubérculo de batata1

 

Determination of the leaf roll virus in newly harvested seed potato by tissue grafts

 

 

F. P. Cupertino; A. S. Costa

Engenheiros-agrônomos, Seção de Virologia, Instituto Agronômico

 

 


SINOPSE

Pedaços de tecidos de tubérculo de batata infetado com o vírus do enrolamento inseridos em plantas-teste adequadas induzem a manifestação de sintomas e oferecem assim um bom teste. Os resultados obtidos com diferentes espécies de planta-teste indicaram que Datura stramonium foi a que mostrou sintomas mais nítidos de infecção em tempo mais curto.
O lugar de onde foi retirado o pedaço de tecido usado como inóculo teve influência sôbre o pegamento. Quando retirado da região vascular da extremidade da gema, o pegamento foi de 67,8%; da região vascular da extremidade do estolão, 56,3%, e da região interna, não vascular do tubérculo, 60,0%.
A passagem do vírus dos tecidos infetados para as plantas-teste se verificou em 100% dos casos em que houve pegamento, ao se testarem as regiões vasculares da gema e do estolão, e em 8,0% apenas, ao se testar a região interna, não vascular. O tipo de infecção do tubérculo (se enrolamento primário ou secundário) não teve influência na eficiência de transmissão.
O teste de enxertia com tecidos do tubérculo pode ser considerado como praticável para fins de determinação da ocorrência do vírus do enrolamento em lotes de batata-semente. Pode também ser aplicado em amostras retiradas antes da colheita.


SUMMARY

Tissue pieces from recently harvested potato tubers infected with. the leaf roll virus when grafted on adequate test plants induce symptoms within 30-45 days. From several species used in comparative tests, Datura stramoniumproved best.
Scion tissues from tubers infected with primary or secondary leaf roll gave the same transmission results. Tissues from the vascular apical end of the tubers gave a slightly higher take (67.8%) than comparable tissues from stolon end (56.3%), but transmission was always positive when tissue union took place. Scion tissues taken from the non-vascular inner part of the tubers gave a low transmission (8.0%) even when the scion remained alive for a long time and apparently took (60.0%).
The test is considered as of practical value for the determination of late spread of potato leaf roll virus in seed potato fields and can be carried out with tuber samples collected before harvest.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1. CUPERTINO, F. P. & COSTA, A. S. Determinação do virus do enrolamento em hastes velhas de batatal para sementes. Bragantia 26:181-186, 1967.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 28 de novembro de 1968.

 

 

1 Trabalho apresentado na VII Reunião Anual da Sociedade de Olericultura do Brasil, Universidade Rural do Estado do Rio de Janeiro, em julho de 1967.