SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 issue4Women and their experienced fears in their obitetric trajectoriesUnwedded adolescents gestation: opinions of the university population author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.49 no.4 Brasília Oct./Dec. 1996

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71671996000400009 

ARTIGOS

 

O consumo de drogas entre os estudantes adolescentes

 

Drug abuse among from the seventh and eighth series students in city of Alfenas

 

 

Denis da Silva Moreira

Enfermeiro do Departamento de Enfermagem e Obstetrícia da Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas. Enfermeiro do Hospital Universitário Alzira Velano

 

 


RESUMO

Este trabalho de pesquisa aborda os aspectos relacionados ao consumo de drogas entre os estudantes de 7º e 8º séries, na faixa etária de 12 a 15 anos, das escolas públicas e particulares da cidade de Alfenas, no ano de 1993. As drogas mais oferecidas e mais usadas foram os solventes voláteis ou inalantes, seguidos da maconha. O local onde a oferta é mais freqüente são os lugares públicos ( ginásios de show, bares, casa de jogos, parques e outros). Constatou-se que 5,5% dos entrevistados já fizeram uso de drogas, sendo motivados pela curiosidade e influência dos amigos. Praticamente todos os estudantes já receberam, através da família e/ou escola, orientação sobre drogas. A escola é a instituição que possui a maior clientela de risco às drogas, ou seja, crianças, adolescentes e jovens e por ser uma das responsáveis na educação e em passar Cultura é a que possui maioras condições de executar um programa de prevenção às drogas.

Unitermos: Drogas - Estudantes - Escola


ABSTRACT

The present paper deals with aspects on drug abuse among 12-15 year old students from the seventh and eighth series from public and private schools in Alfenas in 1993. The most offered and used drugs were the volatile solvents or inhalants followed by marijuana. Drugs are more frequently offered at public places (gymnasia, bars, video game houses, amusement parks, etc.). It was found that 5.5% of the inferviewed sfudents had already used drugs under the influence of friends or out of curiosity. Practically, all students had been informed about qrugs either at home and/or at school. As school has the greatest clientele under the risk of drug abuse, that is, children, adolescents and youngsters, and as it is responsible for education and culture communication, it is the most capable one to carry out a drug prevention program.

Keywords: Drugs - Students - School.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. CHARBONNEAU, P. E. A escola e combate as drogas. In: Drogas ameaça ao futuro. Federação do Comércio do Estado de São Paulo, 1987.         [ Links ]

2. CHARBONNEAU, P. E. et al. Pais, filhos e tóxicos. São Paulo: Almed, 1983.88 p.         [ Links ]

3. DIELMAN, T. E. et al. Environmental correlates of adolescent substance use and misuse: implications for prevention programs. The International Journal of the Addictions. Michigan, n. 25, p. 855-880, 1991.         [ Links ]

4. EMEDIATO, L. F. Geração abandonada. 6.ed. São Paulo: EMW Editores, 1985.         [ Links ]

5. FARIAS, F. L. R. O consumo de drogas entre alunos de 1º e 2º graus da rede estadual de ensino de Cuiabá. Cuiabá, out. 1992. (Plano de Pesquisa).         [ Links ]

6. GALLO, F. P. A. Drogas, entorpecentes e narcóticos. Secretaria de Polícia Civil, Rio de Janeiro, 1984.         [ Links ]

7. MURAD, J. E. Como enfrentar o abuso de drogas. 3.ed. Belo Horizonte, 1985.         [ Links ]

8. MURAD, J. E. O problema dos tóxicos na Universidade, In: Drogas e drogados: o indivíduo, a família, a sociedade. São Paulo: Pedagógica e Universitária, 1982. p. 203-27.         [ Links ]

9. MURAD, J. E. O que você deve saber sobre os psicotrópicos; a viagem sem bilhete de volta. Belo Horizonte, 1972.         [ Links ]

10. NA CARTEIRA AO LADO, Revista Veja. São Paulo, p.43, 27 de Março de 1991.         [ Links ]

11. ORGANIZACION MUNDIAL DE LA SALUD. Las enfermeras responden al abuzo de drogas. Consejo Internacional de Enfermeras,1993.         [ Links ]

12. SANCHES, A. M. T. SANCHES, V. F. O consumo de maconha no curso de segundo grau - um estudo exploratório. Drogas e drogados; o indivíduo, a família, a sociedade. São Paulo: Pedagógica e Universitária, 1982. p. 143-201.         [ Links ]

13. VIZZOLTO, S.M. A droga; a escola e a prevenção. Petrópolis: Vozes, p.57-95, 1987.         [ Links ]

14. WODARSKI, J. S. Adolescent substance abuse: practice implications. Adolescence, São Diego: Libra Publishers, v.25, n.99, p. 667-88, 1990.         [ Links ]

15. ZAGO, J. A. Drogas: condições psicossociais da dependência. São Paulo: Icone, 1988. 100 p.         [ Links ]

 

 


ANEXO - Clique para ampliar

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License