SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue4Nursing assistance at Jardim Lídia mental health day-hospitalArts workshop: psychiatrist nurse therapeutic performance author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.50 no.4 Brasília Oct./Dec. 1997

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71671997000400010 

ARTIGOS

 

Estrutura e processo assistencial de enfermagem ao paciente com câncer1

 

Nursing assistance process and structure for cancer patients

 

 

Nilce Piva AdamiI; Maria Gaby Rivero de GutiérrezII; Amélia Maria Scarpa de A. MaranhãoII; Elizabeth Pinto Magalhães de AlmeidaIII

IEnfermeira Doutora em Enfermagem. Professor Adjunto da UNIFESP/EPM
IIMestre em Enfermagem Obstétrica e Neonatal. Professor Substituto da UNIFESP/EPM
IIIEnfermeira do Hospital São Paulo. Especialização em Enfermagem em Oncologia

 

 


RESUMO

Esta pesquisa objetivou avaliar a estrutura para o atendimento ao paciente com câncer e o processo asssistencial em quimioterapia antineoplásica. Foi realizada em seis unidades de internação e uma ambulatorial de um hospital universitário, utilizando-se a observação sistematizada e entrevista semi-estruturada, no período de janeiro a junho de 1996. Constatou-se que existem deficiências na área física e instalações das unidades estudadas. O pessoal de enfermagem, de modo geral, não possui preparo formal em Oncologia, com exceção do Setor de Quimioterapia. Verificou-se falta de sistematização da assistência de enfermagem e diferenças entre as unidades estudadas no que tange aos aspectos técnico-organizacionais da administração de antineoplásicos, bem como na interação entre profissionais e pacientes atendidos. As inadequações observadas poderiam ser minimizadas com uma política que contemple o aumento do financiamento do setor público da saúde, a implantação da sistematização da assistência e a inclusão da Oncologia na educação permanente do pessoal de enfermagem.

Unitermos: Enfermagem oncológica - Processo assistencial - Avaliação da estrutura.


ABSTRACT

This study aimed at evaluating the structure for cancer patient assistance and antineoplasic chemotherapy assistance process. It has been performed at six internation units and one out-patient unit at a university hospital. Systematized observation and semistructured interview were used from January to June, 1996. It was noticed the there were some deficiencies in the physical area and installations of the studied units. Generally, nursing team had no formal training in Oncology, except for Chemotherapy Sector. The absence of a systematized nursing assistance and differences among the studied units as for technical organizational aspects for antineoplasic administration as well as patients and staff interaction has been observed. Inadéquations observed could be minimized with such a politics which would be able to increase public sector financing, planting of systematized care and inclusion of Oncology in the permanent nursing team education.

Keywords: Structure evaluation - Oncology nursing - Assistance process.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. ARCUCIO, F.A. et al. Avaliação da qualidade de serviços de saúde. Saúde em Debate, v.33, p.50-53, 1991.         [ Links ]

2. ASHLEY, B. W.; CROSS-SKINNER, S. Oncology Nursing Care Delivery Issues in the Ambulatory Setting. In: HUBBARD, S.M.; GREENE, P.E.; KNOBF, M. T. Current Issues in Câncer Nursing Practice Updates, v.1, p.1-10, 1992.         [ Links ]

3. AZEVEDO, A.C. Avaliação do desempenho de serviços de saúde. Rev. Saúde Públ., São Paulo, v.25, n.1, p.64-71, 1991.         [ Links ]

4. BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Câncer no Brasil: a magnitude do problema e medidas de controle, Rio de Janeiro: INCA/Pro-Onco, 1990.         [ Links ]

5. BRASIL. Portaria Nº. 170, de 17 de dezembro de 1993. Estabelece normas para credenciamento de hospitais que realizam procedimentos de alta complexidade em Câncer. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, v.241, p.19.753-58, 20 dez. 1993. Seção 1.         [ Links ]

6. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Departamento de Normas Técnicas. Normas para projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde. Brasília: DNT, 1994.         [ Links ]

7. BRASIL. Ministério da Saúde. INCa/PRO-ONCO - Ações de enfermagem para o controle do câncer. Rio de Janeiro: INCa/PRO-ONCO, 1995a.         [ Links ]

8. BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. O problema do câncer no Brasil. 3. ed., Rio de Janeiro: INCA/Pro-Onco, 1995b.         [ Links ]

9. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Assistência à Saúde. Instituto nacional de Câncer. Coordenação de Programas de Controle de Câncer - PRO-ONCO. Estimativa da Incidência e Mortalidade por Câncer no Brasil 1996. Rio de Janeiro: Pro-Onco, 1996. 19p.         [ Links ]

10. CAMPOS, F.E. Resolutividade: uma aproximação à avaliação qualitativa dos serviços de saúde. Belo Horizonte: Imprensa Universitária, 1988.         [ Links ]

11. CARMAGNANI, M.I.S. (Coord.) Manual de procedimentos básicos de enfermagem. Rio de Janeiro: Interlivros, 1995. 312p.         [ Links ]

12. CORDERA, A. BOBENRIETH, H. Administración de los servidos de salud. México: Interamericana, 1983. p.529-67         [ Links ]

13. DONABEDIAN, A. Explorations in quality assessment and monitoring. Michigan: Health Administraron Press, 1980.         [ Links ]

14. DONABEDIAN, A. Evaluación de la calidad de la atención médica. In: W HITE, K.L.(coord.) Investigaciones sobre servidos de salud: una antologia. Washington, D.C.: OPS, 1992. p. 128 (Public.Cient. 534).         [ Links ]

15. EDITORIAL. Nuevos horizontes de la calidad de la atención a la salud. Salud públ. México, v. 35, n. 3, p.235-37, mayo/jun., 1993.         [ Links ]

16. NOVAES, H.M. Programas de garantia de calidad através de la acreditación de hospitales en Latino América y Caribe. Salud Públ. México, v.35, n.2, p. 148-258, 1993.         [ Links ]

17. PAGANINI, J.M.. Calidad y eficiencia de la atención hospitalaria. Washington, D.C.: OPS, 1993. (HSS/SILOS: 30)         [ Links ]

18. REIS, E.F.B. et al. Avaliação da qualidade dos serviços de saúde - notas bibliográficas. Cad. Saúde Pública, v.6, n.1, p.50-61, 1990.         [ Links ]

19. SÚMULA. Radis, Rio de Janeiro, n. 58, abr., 1996         [ Links ]

20. VOLKER, D.L. Padrões da prática da enfermagem oncológica. In: CLARK, J.C.; McGEE, R.F. Enfermagem Oncológica - um currículo básico. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.         [ Links ]

21. VUORI, H. A qualidade da saúde. Saúde em Debate, n.3, p.1725, 1991. (Caderno de Ciência e Tecnologia, 1)         [ Links ]

 

 

1 Trabalho apresentado no 48º CBEn. - São Paulo - SP, outubro de 1996.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License