SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue3The influence of marital violence on the decision to have an abortionA proposal of nursing care with an educational focus for breasfeeding mothers author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.53 no.3 Brasília July/Sept. 2000

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672000000300006 

PESQUISA

 

Perfil dos trabalhadores de enfermagem no Programa de Saúde da Família1

 

The profile of nursing personnel in the Family Health Program

 

Perfil de los trabajadores de enfermería en el Programa de Salud de la Familia

 

 

Rafaela Azenha TeixeiraI; Silvana Martins MishimaII

IEnfermeira e aluna do Curso de Pós-graduação em Enfermagem de Saúde Pública - nível Mestrado do Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Saúde Pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP - rafazenha@ig.com.br
IIEnfermeira, Professora Doutora junto ao Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Saúde Pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP - smishima@eerp.usp.br

 

 


RESUMO

O estudo objetiva caracterizar a configuração demográfica dos trabalhadores ligados à enfermagem de equipes do PSF de 3 municípios de São Paulo e analisar a percepção destes quanto ao perfil profissional necessário à atuação junto ao PSF. Utilizou-se como instrumento para coleta de dados a entrevista semi-estruturada. Para a sistematização inicial dos dados utilizou-se do software ETHNOGRAPH, e, posteriormente realizou-se análise temática. Os temas identificados na fala dos trabalhadores, apontam para um "perfil necessário" à atuação no PSF: há uma percepção de que os trabalhadores devem ser comunicativos, dedicados, envolvidos, solidários, carinhosos, ter bom relacionamento, disponibilidade e ajudar a população. O conjunto dos dados, embora aponte em alguns momentos para um perfil profissional que contemple uma prática de caráter assistencialista, ao mesmo tempo encaminha para uma reflexão acerca de uma nova configuração da prática assistencial alicerçada na humanização e integralidade da assistência, assim como na construção da cidadania.

Palavras-chave: saúde da família, enfermagem em saúde pública, recursos humanos em enfermagem


ABSTRACT

The purpose of this study is to characterize the demographic configuration of nursing personnel involved with the Family Health Program (FHP) in three municipalities of the state of Sao Paulo and analyse their perception about the expected professional profile in order to work in the FHP. Data was collected by means of semi-structured interviews and the software ETHNOGRAPH was used for initial data analysis, followed by thematic analysis. The themes identified by the subjects in their narratives point to the following "expected profile": there is a perception that workers must be communicative, dedicated, involved, sympathetic and tender. They should be easy to get along with, available and helpful to the population. Although, the results points to a professional profile which contemplates a "condescending" type of assistance, at the same time they point to a new type of health assistance based on humanization and integrality, as well as the construction of citizenship.

Keywords: family health, public health nursing, nursing human resources


RESUMEN

El estudio objetiva caracterizar la configuración demográfica de los trabajadores de enfermería de los equipos del PSF de 3 municipios de São Paulo y analizar la percepción que tienen del perfil del profesional que va a actuar junto al PSF. Se utilizó como instrumento para colecctar datos la entrevista semiestructurada. Para la sistematización iniciall de los datos se usó el software ETHNOGRAPH y, posteriormente se hizo el análisis temático. Los temas apuntan a que es necesario tener un perfil, cual sea: deben ser comunicativos, dedicados, que se involucren en su oficio, solidarios, cariñosos, que tengan buen relacionamiento, disponibilidad y que ayuden a la población. El conjunto de datos, aunque apunte hacia un perfil que contempla una práctica de carácter asistencialista, al mismo tiempo, se encamina hacia una reflexión sobre una nueva configuración de la asistencia que tiene como cimientos la humanización e integralidad asistencial, así como la construcción de una ciudadanía.

Palavras clave: salud de la familia, enfermería en salud pública, recursos humanos en enfermería


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ARAÚJO, Maria Rizoneide N. A saúde da família: construindo um novo paradigma de intervenção no processo saúde doença. 1999.141 p.Tese (Doutorado) - Escola de Enfermagem de São Paulo, Universidade de São Paulo, São Paulo.         [ Links ]

BOFF, Leonardo. Saber cuidar. Ética do humano - compaixão pela terra. Petrópolis: Vozes, 1999.         [ Links ]

BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde da Família: uma estratégia para reorientação do modelo assistencial. Brasília: Ministério da Saúde, 1998.         [ Links ]

CAMPOS, Gastão W.S. et al. Planejanento sem normas. São Paulo: Hucitec, 1989.         [ Links ]

CAMPOS, Gastão W.S. Subjetividades e administração de pessoal: considerações sobre modos de gerenciar trabalho em equipe de saúde. In: MERHY, Emersom E.; ONOCKO, Rosana. Agir em saúde - um desafio para o público . São Paulo: Hucitec, 1997.Cap.7, p.229-266.         [ Links ]

CORNETA, Vitória K.; MAIA, Carmen da C. A.; COSTA, Wildice G.A. A reorganização dos serviços de saúde no sistema único de saúde e a formação de recursos humanos. Saúde em Debate, Londrina/PR, n.51, p. 44-49, jun. 1996.         [ Links ]

MERHY, Emerson E.; Onocko, Rosana. Agir em saúde - um desafio para o público. São Paulo: Hucitec, 1997.         [ Links ]

MINAYO, Maria Cecília S. O desafio do conhecimento - metodologia de pesquisa social (qualitativa) em saúde. 2.ed. São Paulo: Hucitec, 1998.         [ Links ]

MINAYO, Maria Cecília S.; D'Elia, João Carlos; SVITONE, Ennio. Programa agentes comunitários de saúde do Ceará. Estudo de Caso UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância. Fortaleza, setembro de 1990.         [ Links ]

 

 

Recebido em outubro de 2000
Aprovado em dezembro de 2000

 

 

1 Projeto financiado pelo CNPq -520347/98-6 - "A organização do trabalho em atenção primária à saúde - uma perspectiva para o trabalho de enfermagem". Prêmio Izaura Barbosa Lima. 1º lugar, 52 º CBEn.
2 Aqui não estaremos optando pela terminologia recursos humanos e sim trabalhadores de saúde, uma vez que estamos tomando estes em suas relações mais gerais no desenvolvimento do trabalho em saúde.
3 Campos (1997) define como núcleo de competência o conjunto de saberes e responsabilidades específicas a cada profissão ou especialidade. O núcleo marca a diferença entre os membros de uma equipe. Por campo ter-se-iam saberes e responsabilidades comuns ou confluentes a várias profissões, como noções genéricas sobre políticas, processo saúde-doença, organização de modelos e do processo de trabalho em saúde.
4 Segundo o Manual de Atenção Básica do Ministério da Saúde entende-se por gestão plena do sistema municipal de saúde a responsabilidade integral do município por seu sistema de saúde local.
5 Pesquisa realizada no sitewww.saúde.gov.br/psf/procirama/index.asp em 17 de maio de 2000.
6 Levantamento de dados correspondente ao período janeiro a dezembro de 1999.
7 Aqui está se tomando a APS como o conjunto de ações desenvolvidas no primeiro nível de atendimento sob responsabilidade de instâncias municipais e que envolvem ações promocionais, preventivas, curativas, reabilitadoras dirigidas ao conjunto da população.
8 Segundo a legislação existente para o exercício de enfermagem, o Agente Comunitário de Saúde, não é uma categoria contemplada por lei. Este é o motivo por se optar neste estudo a terminologia de "trabalhadores ligados direta ou indiretamente à área de enfermagem", de modo a contemplar os Agentes Comunitários de Saúde.
9 É importante diferenciar formação e capacitação. Por processo de formação compreendem-se os processos formais de educação empreendidos na graduação, pós-graduação latu sensu ou stricto sensu, enquanto que os processos de capacitação correspondem àqueles de complementação em serviço e que adquirem o caráter de educação continuada.
10 É importante ressaltar que, a partir de 1999, estas instituições juntamente com a faculdade de Medicina de São José do rio Preto, constituíram o Pólo Norte e Oeste de Formação Acadêmica e Capacitação em Saúde da Família.
11 Neste sentido MERHY (1997) fala da criação de espaços intercessores, onde há sempre o estabelecimento de uma relação única entre trabalhador e usuário e a possibilidade de uma intervenção possível para o encaminhamento das necessidades e sofrimentos apresentados pelo usuário.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License