SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 issue1Use of an immunoenzymatic reaction in the determination of the genetic character of poliovirus samplesA comparative study of the Feira de Santana (Bahia) and Porto Rico strains of Schistosoma mansoni in the experimental infection of mice author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Memórias do Instituto Oswaldo Cruz

Print version ISSN 0074-0276

Mem. Inst. Oswaldo Cruz vol.80 no.1 Rio de Janeiro Jan./Mar. 1985

http://dx.doi.org/10.1590/S0074-02761985000100005 

A pilot study to control Lutzomyia umbratilis (Diptera: Psychodidae), the major vector of Leishmania brazileiensis guyanensis, in a peri-urban rainforest of Manaus, Amazonas State, BrazilReadyP. D.AriasJ. R.FreitasR. A. Fundação SESP, Instituto Evandro Chagas, Wellcome Parasitology Unit. Seção de Parasitologia Belém Brazil Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Manaus Brazil 0319858012736In the second half of 1980, 112 (or ca. 16%) of the inhabitants of the new settlement of São José, city of Manaus, contracted cutaneous leishmaniasis whilst clearing their properties of terra firme rainforest. With the aid of SUCAM, the authors carried out a pilot study to investigate the feasibility of reducing populations of Lutzomyia umbratilis, the local silvatic vector of Leishmania braziliensis guyanensis, by spraying insecticide on its favoured diurnal resting sites, the bases of the larger forest trees. Most manvector contact is at these resting sites and, therefore, it was encouraging to record a marked reduction of the tree-base populations of L. umbratilis for 21 days following just one application of D.D.T. emulsion in an area 200m square. Most of the treated trunks were not occupied by L. umbratilis for at least eleven months. Suggestions for extending the pilot study are made, and the need for collaboration with a clinical team is emphasized. Leishmania b. guyanensis is the aetiological agent of [quot ]pain bois[quot ], which is hyperendemic from French Guiana to central Amazônia. In the absence of proven vaccines or methods of vector control, some simple methods for limiting transmission of Le. b. guyanensis to man are listed.No segundo semestre de 1980, 112 (ou aproximadamente 16%) dos habitantes do recém estabelecido bairro de São José, cidade de Manaus, contraíram leishmaniose, durante o desmatamento que realizavam em seus lotes localizados na floresta tipo "terra firme". Com a ajuda da SUCAM, os AA. realizaram um estudo piloto para investigar a viabilidade de redução das populações de Lutzomyia umbratilis, o vetor silvático de Leishmania braziliensis guyanensis, borrifando inseticidas na base das árvores grandes da floresta que são os lugares preferidos de repouso diurno destes insetos. A maioria do contato homem-vetor ocorre nestes lugares de repouso diurno (o vetor sendo mais ativo à noite nas copas das árvores) e, assim sendo, foi animador constatar uma nítida redução das populações de L. umbratilis nas bases das árvores por um período de 21 dias após uma única aplicação de emulsão de D.D.T. numa área de 200m quadrados. Quantidade apreciável de D.D.T. permaneceu na base das árvores por pelo menos oito meses, o que proporcionou a não ocupação das mesmas por L. umbratilis durante pelo menos onze meses. Os resultados mostram que a emulsão de D.D.T. teve efeito repelente e letal(L. umbratilis foi altamente suscetível ao D.D.T. em "kits" da O.M.S.). Em contraste com as populações das bases das árvores, as populações noturnas de L. umbratilis (capturadas em armadilhas de luz tipo CDC, ou atacando ao homem não foram significantemente reduzidas pelo tratamento com D.D.T., o que sugere a possível existência de apreciável imigração noturna em áreas experimentais e/ou que lugares de repouso alternativo tenham sido procurados pelos flebótomos. São apresentadas sugestões para ampliar o estudo piloto e a necessidade de colaboração com uma equipe clínica é enfatizada. A leishmania b. guyanensis é o agente etiológico de uma forma de leishmaniose tegumentar humana ("pian bos") hiperendêmica numa vasta extensão geográfica que se estende da Guiana Francesa à Amzônia Central, ao Norte do Rio...Full text available only in PDF format.Texto completo disponível apenas em PDF.