SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.81 número3Orientation of the snail Biomphalaria straminea (Dunker, 1848) in response to light in a situation of selection índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Memórias do Instituto Oswaldo Cruz

versão impressa ISSN 0074-0276versão On-line ISSN 1678-8060

Mem. Inst. Oswaldo Cruz v.81 n.3 Rio de Janeiro jul./set. 1986

http://dx.doi.org/10.1590/S0074-02761986000300001 

Caracterização biológica comparativa das cepas Berenice e Berenice-78 de Trypanosoma cruzi isoladas da mesma paciente em diferentes períodos

M. Lana1 

Cléa de Andrade Chiari2 

UFOP, Escola de Farmácia, Departamento de Análises Clínicas, Ouro Preto, Brasil

UFMG, ICB, Departamento de Parasitologia, Belo Horizonte, Brasil

RESUMO

A amostra Berenice-78 de T. cruzi recém-isolada apresentou características bem distintas da cepa Berenice isolada há 16 anos da mesma paciente. Foram verificadas sua alta infectividade e baixa virulência para camundongos C3H isogênicos que sobreviveram à fase aguda da infecção. Os parasitas desta cepa apresentaram tropismo para os músculos esquelético e cardíaco, ascensão gradual da parasitemia ao longo de 25 passagens sangüíneas sucessivas e estabilidade da curva de parasitemia. A cepa Berenice apresentou as mesmas características descritas por Brener, Chiari & Alvarenga (1974) em relação ao tropismo e padrão da curva de parasitemia, sendo no entanto demonstrado que sua virulência para camundongos albinos continua aumentando com o decorrer do tempo. Foram discutidas a possibilidade de reinfecção da paciente Berenice e a importância do conhecimento de amostras de T. cruzi de baixa virulência para animais de laboratório.

Palavras-Chave: cepa Berenice; cepa Berenice-78; Trypanosoma cruzi

ABSTRACT

The Berenice-78 strain of T. cruzi is very different from the Berenice strain isolated 16 years earlier from the same pacient. The authors verified is high infectivity and low virulence for C3H inbred mice that survived the acute phase of infection. In these animals, it was verified that the tropism of parasites was more accentuated for cardiac and skeletal musculature and the parasitaemic level progressively increased with sucessive blood passages with posterior stability.

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons