SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue1Mediascopy in the diagnosis of intrathoracic diseasesNasolabial musculocutaneous submandibular island flap in the reconstruction of the floor of the mouth author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões

Print version ISSN 0100-6991

Rev. Col. Bras. Cir. vol.25 no.1 Rio de Janeiro Feb. 1998

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69911998000100010 

ARTIGOS ORIGINAIS

 

Peritonite infecciosa com quantitativos e qualitativos bacterianos conhecidos - estudo experimental em ratos

 

Infectious peritonitis with known bacterial concentration - experimental study in rats

 

 

Gilton Ângelo Guilgen, TCBC-PRI; Nicolau Gregori Czesko, TCBC-PRII; Osvaldo Malafaia, TCBC-PRIII; João Carlos Simões, TCBC-PRIV

IProfessor Assistente de Técnica Operatória e Cirurgia Experimental da Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná. Mestre em Cirurgia pela Universidade Federal do Paraná. Diretor Administrativo do Pronto Socorro do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba
IIProfessor Adjunto de Cirurgia da Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná. Mestre e Doutor pela Universidade Federal do Paraná. Diretor Médico do Pronto Socorro do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba
IIIProfessor Adjunto de Cirurgia da Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná. Professor Titular de Cirurgia do Setor de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Paraná
IVProfessor Titular de Técnica Operatória e Cirurgia Experimental da Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná. Mestre e Doutor em Cirurgia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Chefe do Serviço de Oncologia do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

O objetivo deste estudo é o desenvolvimento de peritonite difusa com qualitativos e quantitativos bacterianos conhecidos. Foram analisados 150 ratos, adultos, machos, da raça Wistar, com peso médio de 150 gramas. Inocularam-se, percutaneamente, na cavidade peritoneal, suspensões constituídas de Escherichia coli e Bacteróides fragilis em concentrações conhecidas, na proporção de 1 ml para cada 100 gramas de peso. Os animais foram distribuídos em cinco grupos de trinta ratos. No grupo I (grupo-controle) inoculou-se solução de cloreto de sódio a 0,9%. Nos demais grupos a concentração do inóculo foi a seguinte: grupo II, com suspensão a 10 (9); grupo III, com suspensão a 10 (8): grupo IV, suspensão a 10 (7) e grupo V com suspensão a 10 (6). Sempre que se detectou o óbito, o animal era submetido à necropsia para avaliação da cavidade peritoneal e colheita de secreções para cultura. Os ratos sobreviventes foram aleatoriamente alocados em dois subgrupos. Os animais do subgrupo A foram sacrificados 24 horas após a inoculação e os do subgrupo B, 120 horas após a inoculação. Observou-se que os ratos do grupo I (controle) evoluíram sem o desenvolvimento de peritonite. Nos grupos II e III,100% dos ratos do subgrupo A e 95,83% dos ratos do subgrupo B desenvolveram peritonite aguda e óbito em menos de 24 horas. No grupo IV, somente 4,17% desenvolveram peritonite e foram a óbito em 72 horas, e no grupo V não ocorreu a formação de peritonite e não houve óbito. Os animais que foram a óbito dos grupos II e III, 96,67% mostraram alterações macroscópicas com exsudato peritoneal difuso, aderências peritoneais mas sem abscesso. Todos os animais com peritonite, desenvolveram derrame pleural bilateral. Nos animais que foram a óbito, nos grupos II e III, evidenciou-se a presença de Escherichia coli e Bacteroides fragilis como causadores das alterações peritoneais e pleurais. Este modelo mostrou que os animais que receberam altas concentrações bacterianas mostraram maior perda de peso, alterações clínicas de sepsis, peritonite difusa aguda, derrame pleural e óbito precoce.

Unitermos: Peritonite; Punção da cavidade peritoneal; Inoculação bacteriana.


ABSTRACT

This study reveals development of difuse peritonitis model in rats with a known bacterial concentration. We analised 150 rats, adults, mate, Wistar race with medium weight of 150 grams. Solutions of Escherichia coli and Bacteroides fragilis in diferent concentrations were percutaneous inoculated into the peritoneal cavity in the following proportion: 1 ml of each suspension to each 100 grams of the total weight of the rato the animals were allocated in five groups of thirty rats. On - group I (control) a solution of sodium cloride 0.9%. On the following groups the proportions were as follows: group II - 10(9); group III - 10(8); group 1V -10(7) and group V - 10(6). After a rat death, a necropsy was performed in order to evaluate macroscopic effects on peritoneal cavity as well collect samples of secretions for culture. The survival rats ofeach group were subdivided with no choice in two subgroups. The animals for subgroup A were sacrificed 24 hours after inoculation and the ones of subgroup B, 120 hours after inoculation. We observed that the rats of group 1 did not acquire peritonitis. On group II and III, 100% of subgroup A and 95.03% of subgroup B, developed acute peritonitis. On group II only 4.17% developed peritonitis and died 72 hours and on group V neither peritonitis or death developed. The animals which died on group II and III on an average of 96.67% showed macroscopic alterations with difused peritoneum exudate, adherences and no abscesses. The animals which developed peritonitis exhibited bilateral pleural effusion. On animals of group II and III which died, also were found the presence of Eschirichia coli and Bacteroides fragilis responsible for peritonitis and pleural effusion. This model shows that the animal which received the highest bacterial concentrations showed loss of weight, clinical alterations of sepsis, acute peritonitis with pleural effusion and premature death.

Key words: Peritonitis; Cavity abdominal punction; Bacterial inoculation.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

REFERÊNCIAS

1. Oavis JH. Current concepts of peritonitis. American Surgeon 1967; 33:673.         [ Links ]

2. Onderdonk AB, Weinstein WM, Sullivan NM, et al. Experimental intraabdominai abcess in rats: quantitative bacteriology Df infected animais. Infect Immun 1974;10:1256-1259         [ Links ]

3. Matlow AG, Bohnen JMA. Pathogenicity of enterococci in a rat model of fecal peritonitis. Journal Inf Dis 1989;169:142-145.         [ Links ]

4. Rocha JJR. Infecção peritoneal: modelo experimental em cobaias. Acta CirBras 1986;1:12-20.         [ Links ]

5. Baker CC, Gaines HO, Bave AE. Evaluation of factors affecting mortality rale after sepsis 1n a murine cecal ligation and puncture modelo Surgery 1983;94:331-335.         [ Links ]

6. Freire ANM, Kobata CM, Toledo RF, et al. Formação de abscesso experimental em ratos. Acta Cir Bras 1989;4:19-20.         [ Links ]

7. Freire ANM, Kobata CM, Toledo RF, et al. Infecção peritoneal experimental em ratos. Acta Cir Bra.ç 1989;1 :20-21         [ Links ]

8. Nichols RL, Smith JW, Balthazar ER. Peritonitis and intrabdominal abscesses: an experimental model for the evaluation of human disease. Journal Surg Res 1978;25:129-134.         [ Links ]

9. Waitzberg DL, Oku SMM, Soares SRC, et al. Padronização de um modelo de peritonite em ratos. Acta Cir Bras 19CjI;6: 37-40.         [ Links ]

10. Browne MK, Leslie, GB. Animal models ofperitonitis.Surg Gynecol ObsteI 1976;143:738 -740.         [ Links ]

11. Bartlett JG, Onderdonk AB. Lessons from an animal model of intraabdorninal sepsis. Arch Surg 1978;113:853-857.         [ Links ]

12. Araújo Jr., JC. Avaliação do uso tópico da clorhexedina na peritonite fecal induzida em ratos. Acta Cir Bras 1987;2:55-67.         [ Links ]

13. Saad F. Infecção peritoneal: modelo experimental em ratos. Acta Cir Bras 1986;1:10-18.         [ Links ]

 

 

Endereço para correspondência:
Dr. Gilton Angelo Guilgen
Rua Tadeu Morozowicz, 19
82010-660 - Curitiba - PR

Recebido em 1/7/96
Aceito para publicação em 28/7/97

 

 

Trabalho realizado no laboratório da Disciplina de Técnica Operatória e Cirurgia Experimental da Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná. Resumo de Tese de Mestrado apresentada à Universidade Federal do Paraná.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License