SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue1-2Herbicides mixtures for the control of annual weeds in citrus crop (Citrus sinensis (L,) Osbeck)Effects of vinasse application on the population and chemical control of weeds in the sugarcane (Saccharum spp.) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Planta Daninha

Print version ISSN 0100-8358

Planta daninha vol.8 no.1-2 Viçosa Dec. 1985

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83581985000100007 

Efeitos do paclobutrazol no crescimento e na floração de crisântemo (Chrysanthemum moriflorum, Ramat)

 

Effects of paclobutrazol on growth and flowering of chrysanthemum (Chrysanthemum moriflorum, Ramat

 

 

J.I. FahlI; S.L.F. CattaneoII; J.E. SoaresII

IInstituto Agronômico, C.P. 2813100 Campinas, SP. Bolsista do CNPq
IIICI do Brasil S.A. - C.P. 5509401000 - São Paulo, SP

 

 


RESUMO

Estudaram-se os efeitos de concentrações de paclobutrazol [(2 RS, 3 RS)–1-(4-clorofenil)-4,4-dimetil-2,1,2,4-triazol-1-il-) pentan-3-ol} sobre o crescimento e folração de crisântemo Puritain, cultivado em casa de vegetação com condições controlados de luz, temperatura e umidade relativa do ar. Empregou-se o delineamento estatístico de blocos ao acaso com 10 tratamentos repetidos cinco vezes, sendo cada repetição constituída de quatro vazos contendo cada um seis plants. Os tratamentos constaram de pulverização foliar única de paclobutrazol nas concentrações de 30, 45, 60, 75 e 90 ppm efetuados aos 21 dias após o plantio e de duas pulverizações efetuadas aos 17 e 28 dias após o plantio, nas concentrações de 15, 22,5 e 30 ppm cada. Como tratamento convencional usou-se o daminozine a 1300 ppm aplicado também em pulverização foliar aos 21 dias após o plantio; e foi mantida ainda uma testemunha sem tratamento. Os dados obtidos permitiram concluir que o paclobutrazol em todas as concentrações empregadas causou redução significativa na altura da plantas e essa redução foi crescente com o aumento da concentração. Os melhores resultados foram obtidos com concentrações de até 45 ppm aplicado em uma única vez e com daminozine a 1300 ppm, onde as alturas das plantas foram reduzidas a níveis ideais para comercialização, sem afetar a abertura dos botões florais. Duas aplicações de paclobutrazol nas concentrações de 22,5 ppm ou superiores e aplicações de 60 ppm ou superiores, reduziram excessivamente a altura das plantas e retardaram significativamente a abertura dos botões florais. Nenhuma das concentrações empregadas causou fitotoxicidade às plantas. 

Palavras-chave: crisântemo, pacloutrazol, reguladores de crescimento, controle de altura.


ABSTRACT

It was studied the effect of different concentration of paclobutrazol [(2 RS, 3 RS)–1-(4-clorofenil)-4,4-dimetil-2,1,2,4-triazol-1-il-) pentan-3-ol} sprayed one or two times, on the growth and flowering of chrysanthemum (Chrysanthemum moriflorum, Ramat. Cv. Puritain). The experiment was conducted in greenhouse under controlled conditions. It was observed that paclobutrazol reduced the plant height at all concentration. The best results were obtained with concentrations until 45 ppm of paclobutrazol and 1300 ppm of daminozide, used as pattern, sprayed just once. None of the used concentrations caused plant toxicity. 

Keywords: chrysanthemum, paclobu-trazol, growth regulators, height control.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1. Barrett, J. E. Chysanthenum height control by ancymidol, PP 333, and EL-500 dependent on medium composition. Hort. Science, 17(6): 896 – 897, 1982.         [ Links ]

2. Barrett, J.E. & Bastuska, C. A. PP 333 effects on stem elongation dependent o site of application. Hort. Science, 17(5) : 737-738, 1982.         [ Links ]

3. Holcom, E. J., Ream, S. e Reed, J. The effect of BAS 106, ancymidol, and chlormequat on chrysanthemum and poinsettia Hort. Science, 18(3) : 364 - 365, 1983.         [ Links ]

4. Menhenett, R. Chemical control of shoot growth and axillary infrorescence development in Chrysanthenum moriflorum Ramat. With 2,3-dihydro-5,6-diphenyl-1,4-oxathiin. J. Hort. Science, 55(3) : 239-246, 1980.         [ Links ]

5. Menhenett, R. Evidence that daminozide, but not two other growth retardants, modofies thefate of applied gibberelling, Ag in Chrysanthenum moriflorum Ramat. J. Exp. Botany, 31(125): 1931 -1642, 1980.         [ Links ]

6. Nell, T.A., Wilfret, G.J. e Hargangh, B.K. Evaluation of applications methods of ancymidol and daminozide for hegit control of Chrvsanthenum. Hort. Science, 15(6): 810-811, 1980.         [ Links ]