SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue1The effects of solarization with transparent plastic on purple nutsedge (Cyperus rotundus)Effect of the herbicide oxyfluorfen using paper as a vehicle on the weed control author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Planta Daninha

Print version ISSN 0100-8358

Planta daninha vol.13 no.1 Viçosa  1995

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83581995000100006 

Qualidade de tubérculos de batatas-semente tratados com paraquat e o desenvolvimento de uma metodologia simplificada de detecção de resíduo do herbicida

 

Quality of seed potato tubers treated with paraquat and the development of a simplified methodology for paraquat residue detection

 

 

Welington PereiraI; Raquel L. DantasII

IEng. Agr., PhD, Centro Nacional de Pesquisa de Hortaliças / EMBRAPA, Caixa Postal 218, Brasilia, DF 70359-970
IIEstudante de Agronomia, Bolsista do CNPq, Departamento de Eng. Agronômica, Universidade de Brasilia, Caixa Postal 04.508, Brasilia, DF 70910-970

 

 


RESUMO

O objetivo desse trabalho foi avaliar a qualidade de tubérculos de batatas-semente (Solanum tuberosum) tratados com paraquat e desenvolver uma metodologia simplificada de detecção de resíduos de herbicida. Dois ensaios foram realizados no Laboratório da Ciência das Plantas Daninhas do Centro Nacional de Pesquisa de hortaliças, Brasília, DF. No experimento, tubérculos das cultivares Achat e Baronesa foram submersos em soluções de 0 e 200 ppm de paraquat ou injetados com 0,5 ml de soluções de 0 e 200 ppm do herbicida. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com 8 repetições e 12 tubérculos por parcela. Os tubérculos foram colocados em câmara fria, após a aplicação com paraquat, para quebra da dormência. Após a brotação dos tubérculos avaliou-se a qualidade interna dos mesmos, amostrando, posteriormente, 2 tubérculos de cada parcela para o plantio em vasos, sob condições de telado, para verificar possíveis danos no crescimento das plantas oriundas dos tubérculos tratados. Os tratamentos de imersão não provocaram, aparentemente, nenhum dano interno nos tubérculos, ou nem mesmo afetaram a nova geração, entretanto, os tubérculos injetados com paraquat foram severamente deteriorados e carbonizados, originando plantas bastante debilitadas. Esses resultados indicam que quando o paraquat for aplicado sob condições que favoreçam sua penetração ou translocação para o interior do tubérculo, atingindo os vasos e a polpa, pode danificá-lo severamente, prejudicar sua aparência, qualidade de produção e reduzir o desenvolvimento da nova geração de plantas oriundas dos tubérculos contaminados . No segundo experimento, desenvolveu-se uma metodologia simplificada para detectar resíduos de paraquat nos tubérculos através de colorimetria, visto que o paraquat é reduzido a um radical de cor azul na presença de ditionito de sódio (Na2S2O4) a 1% em meio básico, a qual se intensifica à medida que a concentração do produto aumenta. A metodologia simplificada desenvolvida permitiu detectar resíduos de paraquat ao nível de 0,06 ppm, indicando uma excelente aproximação, pois, o limite de tolerância do paraquat em tubérculos de batata é de 0,2 ppm, normalmente, determinado pelo método analítico completo, que apresenta limites de detecção em torno de 0,01 ppm e recuperação acima de 70%. Uma avaliação qualitativa da concentração residual de produto nas amostras foi possível através de leitura e comparações visuais entre os diferentes graus de cores desenvolvidas nas soluções visuais entre os diferentes graus de cores desenvolvidas nas soluções padrão e a cor desenvolvida na amostra, não necessitando, portanto, das leituras colorimétricas, podendo ser feita inclusive no campo. Observou-se que a maioria do paraquat permaneceu na região de casca até o período de 4 semanas após a aplicação do paraquat.

Palavras chave: Colorimetria, método de análise, ditionito de sódio, Solanum tuberosum, dessecação, sobrevivência, produtividade.


ABSTRACT

Seed potatoes tubers (Solanum tuberosum) of two cultivars (Achat and Baronesa) were treated with paraquat solutions to evalute the internal tuber quality and to detect its residue by a simplified methodology. Two experiments were carried out at the National Research Center on Vegetables, Brasília, DF. In experiment one some tubers were immersed in 0 and 200 ppm of paraquat solutions and others were injected with 0,5 ml of 0 and 200 ppm solutions of the herbicide. Twelve tubers were used as plot in a complete randomized design with 8 replications. The internal tuber quality was evaluated after breaking dormancy and sprouting of ten tubers. Also, two tubers were sampled and put in 5 liter pots and grown under greenhouse conditions to observe if the herbicide would affect the growth of the new plant generation. The immersion treatments did not cause any internal damage to the tubers nor did they affect the new plant generation; however, tubers injected with paraquat were severely damaged (carbonization). Also, the next plant generation was affected and the surviving plants were small and not vigorus. These results indicate that paraquat can severely damage those tubers that absorbed and/or translocated the herbicide. In experiment two a simplified methodology to detect paraquat residue in the tubers was set up by colorimetric means. Paraquat was reduced with sodium dithionite (Na2S2O4) in basic solution to a blue radical ion whitch intensified its color with any increase in paraquat concentration. The development of this simplified methodology alowed the detection of paraquat residue above 0,06 ppm, indicating na excellent sensitivity and recovery in comparison with the residue analytical procedure of this herbicide, with a limit of detectability of about 0,01 ppm in crop samples of 200g. In addition to the quantitative determination of paraquat, this methodology allwos to determine qualitatively paraquat concentration by colour comparisons. Most of the paraquat residue was determined from potato skins up to 4 weeks after paraquat application.

Key words: Colorimetry, method of analysis, sodium dithionite, Solanum tuberosum, survival, productivity.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

AGRADECIMENTOS

Os autores agradecem ao CNPq pela a bolsa de Iniciação Cientifica concedida ao segundo autor para a realização deste trabalho

 

LITERATURA CITADA

ANDREI, E (Coord). Compêndio de defensivos agrícolas: guia prático de produtos fitossanitários para uso agrícola. 4 ed. São Paulo: Andrei Editora, 1993, 448 p.         [ Links ]

BOOK, OJ. O uso de desfolhantes na produção de batatasemente. In: Tecnologia e produção de batatasemente. Coletânea de artigos técnicos de Agiplan MA, 1976, p. 163-172.         [ Links ]

BOOK, OJ. Instruções para a cultura da batatinha. 2 ed. Campinas, IAC, 1975, 80 p (IAC. Boletim, 128).         [ Links ]

HADERLIE, LC; HARDERSON, JL; LEINO, PW; PETERSEN, PJ; CALLIHAN, RH. Chemical dessicattion of potato vines. American Potato Journal, New Jersey, v. 66, n. 2, p. 53-62, 1989.         [ Links ]

KLINGMAN, GC; ASHTON, FM. Weed science: principles and practices. New York: J. Wiley, 1975, 431p.         [ Links ]

PEREIRA, W. Manejo de plantas daninhas em hortaliças. Brasília: EMBRAPA-CNPH, 1987a, 6p (EMBRAPA/CNPH. Circular Técnica,4).         [ Links ]

PEREIRA, W. Manejo de plantas daninhas e dessecantes. In: REIFSCHNEIDER, FJB. ed. Produção de batata. Brasilia: Linha Gráfica, 1987b, p. 67-72.         [ Links ]

SOUZA, Z da S. Prática de dessecação química na produção de batata-semente. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v. 3, n. 1, p. 41-43, 1990.         [ Links ]

SOUZA, Z da S; BONN, V. Dosagens e épocas de aplicação de dessecantes na colheita antecipada da batata-semente. Florianópolis: EMPASC, 1983, 4p (EMPASC, Pesquisa em Andamento, 17).         [ Links ]

SOUZA, Z da S; BONIN, V. Efeito dos dessecantes e métodos de desfolha na colheita antecipada. Florianópolis: EMPASC, 1988, 9p (EMPASC, Pesquisa em Andamento).         [ Links ]

WEED SCIENCE SOCIETY OF AMERICA. Herbicide handbook of the Weed Science Society of America, 5th , Champaign: 1983, 515 p.         [ Links ]

ZWEIG, G. Analytical methods for pesticides, plant growth regulators and food additives. New York: Academic Press, 1967. v. 5, p. 475-481.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 20/11/94 e na forma revisada em 05/06/95.

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License