SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue1Atualização em fratura transtrocanterianaBioethical analysis of the use of newly dead patients in medical learning author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

  • Portuguese (pdf)
  • Article in xml format
  • How to cite this article
  • SciELO Analytics
  • Curriculum ScienTI
  • Automatic translation

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.56 no.1 São Paulo  2010

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302010000100007 

IMAGEM EM MEDICINA

 

Fístula gastro-gástrica pós-cirurgia de Fobi-Capella para tratamento de obesidade mórbida

 

 

Elias Jirjoss IliasI; Paulo KassabI; Osvaldo Antonio Prado CastroI; Marcos Antonio CostacurtaII; Carlos Alberto MalheirosIII

IProfessor Convidado do departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, São Paulo, SP
IIChefe do Serviço de Radiologia Geral do Hospital Sirio Libânes, são Paulo, SP
IIIChefe do departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, São Paulo, SP

 

 

Paciente feminina, 54 anos, IMC de 37, tendo como comorbidades diabetes e esteatose hepática. Foi submetida à cirurgia de gastroplastia com derivação em Y de Roux por via laparotomica. Teve alta sem intercorrências no quarto dia de pós-operatório. Durante o acompanhamento ambulatorial apresentou dor intensa epigástrica com vômitos no oitavo mês de pós-operatório. Foi realizada endoscopia digestiva alta que mostrou úlcera jejunal em boca anastomotica e fístula gastro-gástrica entre a pequena e a grande câmara gástrica de aproximadamente 1 cm de diâmetro. O raio X contrastado (Figura) de esôfago, estômago e jejuno demonstrou a presença de fístula entre as duas câmaras gástricas com o contraste realçando a grande câmara e o duodeno que deveriam estar exclusos do trânsito.

 

 

DISCUSSÃO

A fístula gastro-gástrica é de ocorrência rara e geralmente ocorre devido à presença de úlcera gástrica na pequena câmara com erosão para a grande câmara. A oclusão da fístula pode ser realizada com o tratamento clínico da úlcera e em caso de insucesso deve-se indicar o fechamento cirúrgico por grampeamento desse pertuito que pode ser tanto por via videolaparoscopica quanto pela via laparotomica. A literatura também cita o uso de cola biológica por via endoscópica na oclusão de fístulas com pequeno diâmetro.

 

REFERÊNCIAS

1. Capella JF, Capella RF. Gastro-gastric fistulas and marginal ulcers in gastric bypass procedures for weight reduction. Obes Surg. 1999;9(1):22-7; discussion 28.         [ Links ]

2. Carrodeguas L, Szomstein S, Soto F, Whipple O, Simpfendorfer C, Gonzalvo JP, et al. Management of gastrogastric fistulas after divided Roux-en-Y gastric bypass surgery for morbid obesity: analysis of 1,292 consecutive patients and review of literature. Surg Obes Relat Dis. 2005;1(5):467-74.         [ Links ]

3. Cho M, Kaidar-Person O, Szomstein S, Rosenthal RJ. Laparoscopic remnant gastrectomy: a novel approach to gastrogastric fistula after Roux-en-Y gastric bypass for morbid obesity. J Am Coll Surg. 2007;204(4):617-24.         [ Links ]

4. Tucker ON, Szomstein S, Rosenthal RJ. Surgical management of gastro-gastric fistula after divided laparoscopic Roux-en-Y gastric bypass for morbid obesity. J Gastrointest Surg. 2007;11(12):1673-9.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License