SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue3www.rbme.org.br: uma nova fase na história da RBME author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692On-line version ISSN 1806-9940

Rev Bras Med Esporte vol.10 no.3 Niterói May/June 2004

http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922004000300001 

EDITORIAL

 

Novo projeto editorial e autores internacionais na RBME

 

 

Trazemos neste número da RBME um novo projeto editorial que modifica não somente a apresentação gráfica, mas também o seu conteúdo. Dobramos o número de artigos publicados a cada fascículo com o objetivo de reduzir ainda mais o tempo entre a submissão e a publicação dos manuscritos, ao mesmo tempo em que oferecemos um maior fluxo de informações aos leitores. Nesta era do conhecimento e comunicação, a agilidade na busca das evidências é determinante da autonomia e qualidade da atuação profissional. O impacto positivo do exercício físico sobre a morbimortaliade de indivíduos portadores de doenças crônico-degenerativas é de domínio público, mas reconhecer as particularidades da relação entre exercício e doença é responsabilidade do profissional de saúde. Neste número da RBME publicamos uma revisão que analisa criticamente o papel da abordagem clínica e a revascularização miocárdica percutânea ou cirúrgica em pacientes portadores de doenças arterial coronariana e diabetes mellitus tipo 21. Esta discussão é ao mesmo tempo atual e relevante. Atual porque aborda duas doenças com elevada prevalência em todo o mundo, e relevante porque o contexto clínico determina vantagens para uma abordagem sobre a outra. Por exemplo, em pacientes com angina instável e doença de tronco da coronária esquerda, a angioplastia reduz o risco de morte, mas em indivíduos com lesões de outros segmentos coronarianos, a revascularização percutânea reduz os sintomas anginosos, mas não modifica a mortalidade cardiovascular. Independente do impacto sobre a mortalidade, a prevenção secundária agressiva, envolvendo o controle da glicemia, redução do colesterol plasmático e treinamento físico individualizado, melhora a qualidade de vida e reduz a mortalidade. Dessa forma, a revisão do grupo do Dr. Josef Niebauer, da Universidade de Leipzig na Alemanha, oferece uma base para a análise crítica desta questão, ao mesmo tempo em que fortalece a RBME como um fórum de discussão sobre a relação entre exercício físico e saúde.

 

Prof. Dr. Antonio Claudio Lucas da Nóbrega
Editor-Chefe

 

 

1 Current therapeutical options in diabetes mellitus type 2 and coronary artery disease: intensive secondary prevention with focus on exercise training versus percutaneous or surgical revascularization. Sebastian Sixt, Nicolai Korff, Gerhard Schuler and Josef Niebauer. Rev Bras Med Esporte 2004;10:214-6.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License