Acta Botanica Brasilica, Volume: 18, Issue: 1, Published: 2004
  • Ultrastructural study of ectomycorrhizas on Pinus caribaea Morelet. var. hondurensis Barr. & Golf. seedlings

    Gross, Eduardo; Casagrande, Lilian I. Thomazini; Caetano, Flávio Henrique

    Abstract in Portuguese:

    A ultraestrutura das ectomicorrizas formadas por Pinus caribaea var. hondurensis inoculado com Pisolithus tinctorius (Pers.) Coker & Couch e Telephora terrestris (Ehrenb.) Fr. foi analisada antes do transplantio dessas mudas para o campo, com o intuito de verificar se o fungo estava estabelecido nas raízes. Os fungos ectomicorrízicos inoculados formaram um manto compacto e bem desenvolvido nas raízes laterais. Nas hifas desse manto foram observados vacúolos, núcleos e septos dolipóricos, enquanto que no citoplasma das hifas da rede de Hartig, que ficam adjacentes às células corticais, foram freqüentemente observados vários núcleos, retículo endoplasmático e mitocôndrias polimórficas. Células corticais altamente vacuolizadas, contendo gotículas de material elétron-denso, apresentaram núcleo e algumas organelas na sua estreita região citoplasmática periférica. As ectomicorrizas de P. caribaea var. hondurensis apresentaram características ultraestruturais de uma associação compatível e fisiologicamente ativa.

    Abstract in English:

    The ultrastructure of ectomycorrhizas formed between Pinus caribaea var. hondurensis inoculated with Pisolithus tinctorius (Pers.) Coker & Couch and Telephora terrestris (Ehrenb.) Fr. was analyzed just before the transplant of these seedlings to the field to ascertain if fungi are established in the roots. Ectomycorrhizal fungi formed a well-developed compact mantle in lateral roots. Vacuoles, nuclei and dolipore septa were observed in mantle hyphae and numerous nuclei, endoplasmatic reticulum and polymorphic mitochondria were frequently located in the cytoplasm of Hartig net hyphae adjacent to plant cortical cells. Highly vacuolated cortical cells contained droplets of electron-dense material, nucleus and some organelles were observed in a narrow region of peripheral cytoplasm. The ectomycorrhizas of P. caribaea var. hondurensis exhibited typical ultrastructural characteristics of a compatible and physiological active association.
  • Plant community and abiotic characteristics of a murundu field in Uberlândia, MG

    Resende, Isa Lucia de Morais; Araújo, Glein Monteiro de; Oliveira, Ana Paula de Assis; Oliveira, Ana Paula de; Ávila Júnior, Rubem Samuel de

    Abstract in Portuguese:

    Murundu é um tipo de microrrelevo em forma de pequena elevação, geralmente arredondado, muitas vezes apresentando solo e vegetação diferentes da área circundante. Todos os morrotes encontrados em 1,08ha de um campo de murundu foram medidos (comprimento, largura e altura). Determinou-se a profundidade do lençol freático e as características do solo sobre os mesmos e na área plana adjacente. A vegetação lenhosa (cipós, arbustos e árvores) com diâmetro do caule ao nível do solo > 5mm foi amostrada em 48 morrotes. Encontraram-se 434 elevações (31,4% da área) das quais 24,3% apresentaram vegetação lenhosa. A profundidade do lençol freático sob os murundus com vegetação lenhosa variou de 99,2 a 206,8cm. O solo estudado apresentou baixo teor de bases trocáveis e pequena diferença na disponibilidade de nutrientes entre os murundus e a área plana próxima. Foram amostrados 116 espécies, 72 gêneros e 42 famílias. Matayba guianensis Aubl. e Erythroxylum suberosum A. St.-Hil. apresentaram maiores densidades e Copaifera langsdorffii Desf. e Blepharocalyx salicifolius (Kunth) O. Berg., maiores áreas basais. A maior diversidade em relação a outros trabalhos pode ser decorrente do pisoteio, pastejo bovino e queimadas.

    Abstract in English:

    Murundus are small usually round mounds, that often present soil and vegetation different from the surrounding level area. All micro-elevations incountered in a 1.08ha murundu field had their length, width and height measured. The depth of the water table was measured and soil characteristics were obtained within and outside the murundus. All woody plants (lianas, trees, and shrubs) with a diameter of > 5 mm at ground level were identified. A total 434 elevations (31.4% of the total area) were encontered, of which 48 (24.3%) contained woody plants. The mound vegetation comprised 116 species belonging to 72 genera, and 42 families. The depth of the water table for those murunduns with woody plants varied between 99.2 and 206.8cm. The studied soil showed a low content of exchangeable bases, but only slight differences were observed between murundus and level soils. Matayba guianensis Aubl. and Erythroxylum suberosum A. St.-Hil. had the highest densities, while Copaifera langsdorffii Desf. and Blepharocalyx salicifolius (Kunth) O. Berg. showed the highest basal areas. The heigher diversity encountered here in comparison to other published reports may be due to cattle grazing and trampling as well as burning.
  • Phytossociology and floristic similarity between plateau and valley `Cerrado` woody vegetation in the Brasília Botanic Gardens, Federal District, Brazil

    Fonseca, Mônica Souza da; Silva Júnior, Manoel Cláudio da

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo teve como objetivo verificar a composição florística, densidade e área basal do componente lenhoso do cerrado sentido restrito em duas situações num gradiente topográfico, designadas interflúvio (I) e vale (V), no Jardim Botânico de Brasília, DF. Foram alocadas em cada área 10 parcelas permanentes de 20x50m para amostragem de todos os indivíduos com diâmetro basal DB(30cm)> 5cm. A classificação por UPGMA (Índices de Sørensen e Morisita) foi usada para a avaliação da similaridade entre parcelas. A análise da fitossociologia mostrou que as espécies mais importantes no interflúvio foram: Ouratea hexasperma (A. St.Hil) Baill., Miconia ferruginata DC. e Dalbergia miscolobium Benth., enquanto que no vale foram: Eriotheca pubescens (Mart. & Zucc.) Schott & Endl., Ouratea hexasperma (A. St.-Hil.) Baill. e Schefflera macrocarpa (Seem) D.C. Frodin. Os índices de similaridade variaram entre 0,26 a 0,81 (Sørensen) e 0,06 a 0,92 (Morisita). A classificação por UPGMA indicou dois grupos principais, que coincidiram com as posições no relevo: interflúvio e vale. Os resultados salientaram a topografia como forte determinante na distribuição de algumas das populações e comunidades lenhosas, por meio de sua influência na variação da profundidade do lençol freático, que afetou a composição florística, a densidade (I/V=1.219/956 ind.ha-1) e a área basal (I/V=8,56/5,64m².ha-1) nos Cerrados sentido restrito de interflúvio (I) e vale (V) estudados.

    Abstract in English:

    This study aims to check differences in the floristic composition and structure of the woody vegetation of the cerrado (sensu stricto) in two distinct topographic positions, Interfluve (I) and Valley Slope (V) area in the Brasília Botanic Gardens, Federal District, Brazil. In each area ten 20x50m permanent plots were located to survey individuals, basal diameter BD(30cm) > 5cm. UPGMA classification (Sørensen and Morisita similarity indices) was used to assess similarity among plots. Phytosociological analysis indicated the most important species in the interfluve site as: Ouratea hexasperma (A. St.Hil) Baill., Miconia ferruginata DC. and Dalbergia miscolobium Benth., while Eriotheca pubescens (Mart. & Zucc.) Schott & Endl., Ouratea hexasperma (A. St.Hil.) Baill. and Schefflera macrocarpa (Seem) D.C. Frodin were important in the valley slope area. Sørensen and Morisita indices ranged from 0.26 to 0.81 (Sørensen) and from 0.06 to 0.92 respectively. UPGMA classification indicated two main groups in accordance with positions in topography: interfluvic area and valley slope. Topography is highlighted as a strong determinant of the woody species population and community distribution, through its effect in the water table levels, which act in the floristic composition, density (I/V = 1,219/956 ind.ha-1) and basal area (I/V = 8.56/5.64m².ha-1) in the Cerrado (sensu stricto) of Interfluve (I) and Valley Slope (V) in the Brasília Botanic Gardens, Federal District, Brazil.
  • Spatial distribution of Mesadenella cuspidata (Lindl.) Garay (Orchidaceae) in a riparian forest, Santa Maria, RS, Brazil

    Budke, Jean Carlos; Giehl, Eduardo Luís Hettwer; Athayde, Eduardo Anversa; Záchia, Renato Aquino

    Abstract in Portuguese:

    Mesadenella cuspidata é uma orquídea terrícola encontrada no interior de florestas no Sul do Brasil. Apesar de seu valor ecológico e ornamental, pouco se conhece sobre a biologia desta espécie. Os objetivos deste trabalho foram identificar o padrão de distribuição espacial de M. cuspidata e verificar se há correlação entre o número de indivíduos jovens e adultos em uma floresta ribeirinha. Para o levantamento, foram amostradas 60 parcelas de 16m² cada. Durante agosto e setembro/2001 foram inventariados os indivíduos jovens e adultos das parcelas. Para identificar-se o padrão de distribuição espacial, utilizaram-se o índice de Morisita (MI) e a razão de variância/média (R). Foram encontrados 463 indivíduos jovens e 178 adultos. Indivíduos jovens e adultos apresentaram distribuição espacial agrupada, sendo que os adultos (IM = 2,17; R = 4,52) estão mais agrupados que os jovens (IM = 1,82; R = 7,82). O coeficiente de correlação linear encontrado r = 0,61, demonstrou que a densidade de indivíduos adultos está altamente relacionada à densidade de indivíduos jovens.

    Abstract in English:

    Mesadenella cuspidata (Lindl.) Garay is a terrestrial orchid found inside Southern Brazilian forests. In spite of its ecological and ornamental value, little information is aviable on its biology. The aim of this work was the identification of the spatial distribution patterns of M. cuspidata in a riparian forest. We have sampled 60 quadrats of 16m² each. All the young and adult individuals of the quadrats were included. To identify the pattern of spatial distribution, the Morisita Index (MI) and the variance/mean Reason (R) were used. The linear correlation coefficient was used to verify if there is correlation between populations of the juvenils and adults. From 641 individuals sampled, 463 were juvenils and 178 were adults. Juvenils and adult individuals presented gregarious spatial distribution, but the adults (MI = 2,17; R = 4,52) were more gregarious than the juvenils (IM = 1,82; R = 7,82). The high relation between the densities of adults and juvenils had been demonstrated by the value of the linear correlation coefficient found, r = 0,61.
  • Stingless bees and mass flowering trees in the canopy of Atlantic Forest: a tight relationship

    Ramalho, Mauro

    Abstract in Portuguese:

    As pequenas abelhas sem ferrão ou meliponíneos (Apidae, Hymenoptera) representam cerca de 70% de todas as abelhas em atividade nas flores em uma área de Floresta Tropical Atlântica. Além disso, concentram o forrageio nas flores do estrato superior. Propõe-se a hipótese de que esta distribuição vertical resulta da distribuição desigual de suas fontes florais preferidas nos estratos da floresta. No estrato superior, a maioria das árvores intensamente visitadas pelos meliponíneos apresenta flores nectaríferas, pequenas e inconspícuas, com morfologia generalizada (simetria radial e corola aberta), reunidas em grandes inflorescências. Em geral, essas árvores são hermafroditas ou monóicas e suas copas tendem a apresentar floração maciça (isto é, numerosas flores abrem-se a cada dia). Como mais de 70% dos meliponíneos concentraram o forrageio nessas árvores, foi reexaminada a hipótese de que a abundância dessas abelhas generalistas estaria relacionada à abundância de árvores dióicas na floresta tropical pluvial. Desenvolve-se o argumento de que os meliponíneos facilitam a auto-polinização (autogamia ou geitonogamia) e, ocasionalmente, participam da polinização cruzada de árvores com florações maciças. A relação ecológica estreita dos meliponíneos com as floradas maciças envolve possível co-evolução difusa, com gradual substituição de outros polinizadores generalistas, imprevisíveis e pouco eficientes no dossel da floresta tropical.

    Abstract in English:

    This study demonstrates that stingless bees (Apidae, Hymenoptera) amount to approximately 70% of all bees foraging on flowers in the Brazilian Tropical Atlantic Rainforest. They also are the unique bee group concentrated in the upper stratum. It is hypothesized that this vertical distribution is a result of an uneven distribution of preferred floral resources within the forest strata. In the upper stratum, most of the trees that are highly visited by stingless bees produce small, inconspicuous, generalized flowers, clustered in dense inflorescences (mass flowering). These trees represent only 15% of the total melittophilous flora in the study area (96 plant species). In contrast, they attracted all 17 stingless bee species and more than 70% of all stingless bee individuals. Almost all these mass-flowering trees are hermaphroditic or monoecious, therefore the hypothesis that the stingless bees would be related to the abundance of dioecious trees in tropical rainforests was reexamined. It is proposed that small generalist stingless bees facilitate self-pollination and occasionally cross-pollinate these mass flowering trees. The tight relationship between stingless bees and mass-flowering trees is more properly in the center of a diffuse coevolutionary process, with the gradual replacement of other unpredictable, generalist and poor pollinators (e.g. small beetles) at the forest canopy.
  • Leguminosae, Papilionoideae at Parque Estadual do Rio Doce, Minas Gerais, Brazil. II: trees and climbing shrubs

    Bortoluzzi, Roseli Lopes da Costa; Carvalho-Okano, Rita Maria de; Garcia, Flávia Cristina Pinto; Tozzi, Ana Maria Goulart de Azevedo

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo relata o levantamento florístico de táxons de Papilionoideae arbóreos e arbustivo-escandentes em floresta semidecídua, no Parque Estadual do Rio Doce, localizado ao leste de Minas Gerais. O trabalho de campo foi realizado no período de abril/1998 a maio/1999, quando foram conduzidas visitas mensais para coletas de material botânico ao longo de trilhas e da estrada principal. O levantamento resultou em 22 táxons pertencentes a oito gêneros. São apresentados chave de identificação, descrições, ilustrações e comentários sobre os táxons analisados.

    Abstract in English:

    This work is a floristic survey of arboreous and climbing shrub taxa of Papilionoideae in a semideciduos forest at Parque Estadual do Rio Doce, eastern Minas Gerais State. Field work was carried out from April/1998 to May/1999, when montly visits were conducted to collect botanical material along trails and of the main road. The floristic survey resulted in 22 taxa belonging to eight genera. An identification key, descriptions, illustrations and comments on the analyzed taxa are presented.
  • The genera Zanthoxylum L. and Esenbeckia Kunth (Rutaceae) in the State of Pernambuco, Brazil

    Melo, Maria de Fátima Figueiredo; Zickel, Carmen Sílvia

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho consiste no levantamento das espécies dos gêneros Zanthoxylum e Esenbeckia ocorrentes em Pernambuco. Foi baseado nos caracteres morfológicos das espécies obtidas em campo e nos materiais de 16 herbários brasileiros. Foram registradas nove espécies de Zanthoxylum: Z. caribaeum Lam., Z. fagara (L.) Sarg., Z. gardneri Engl., Z. hamadryadicum Pirani, Z. monogynum A. St.-Hil., Z. petiolare A. St.-Hil & Tul., Z. rhoifolium Lam., Z. stelligerum Turcz. e Z. syncarpum Tul. Para Esenbeckia foram verificadas cinco espécies: E. almawillia Kaastra, E. febrifuga (A. St.-Hil.) Juss. ex Mart., E. garandiflora Mart., E. leiocarpa Engl. e E. pilocarpoides Kunth. Para reconhecimento das espécies são apresentadas chaves de identificação, descrições, ilustrações, distribuição geográfica, comentários e nomes vulgares.

    Abstract in English:

    This work is a survey of the species of Zanthoxylum and Esenbeckia occuring in the State of Pernambuco. It was based on morphological characters of the species obtained during field trips and of specimens from 16 Brazilian herbaria. Nine species were recorded for Zanthoxylum: Z. caribaeum Lam., Z. fagara (L.) Sarg., Z. gardneri Engl., Z. hamadryadicum Pirani, Z. monogynum A. St.-Hil., Z. petiolare A. St.-Hil & Tul., Z. rhoifolium Lam., Z. stelligerum Turcz., and Z. syncarpum Tul. Esenbeckia comprised five species: E. almawillia Kaastra, E. febrifuga (A. St.Hil.) Juss. ex Mart., E. grandiflora Mart., E. leiocarpa Engl., and E. pilocarpoides Kunth. Identication keys, descriptions, ilustrations, geographic distribution, common names, and comments on the species are presented.
  • Bryophytes from sea-shores of the São Paulo State, Brazil

    Visnadi, Sandra Regina

    Abstract in Portuguese:

    O trabalho compõe-se de uma lista de briófitas, um grupo de plantas ausente em ambientes marinhos, porém ocorrente em condições arenosas e salinas e sob ação das ondas e dos ventos nas praias de Ubatuba, Bertioga e Peruíbe, no Estado de São Paulo. O material coletado encontra-se depositado nos herbários SP e HRCB. As 108 exsicatas com 67 amostras de hepáticas e 59 amostras de musgos incluem 25 famílias, 49 gêneros e 77 espécies de briófitas. Os maiores números de gêneros e espécies foram observados em Lejeuneaceae e Lejeunea, respectivamente, entre as hepáticas. O mesmo pode ser dito para Orthotrichaceae e Bryum, quanto aos musgos. São citadas 29 espécies, pela primeira vez, para determinados tipos de substratos como solo, casca de arbustos e rochas. As hepáticas Ceratolejeunea laetefusca (Austin) R.M. Schust., Colura ulei Ast., Lejeunea bermudiana (A. Evans) R.M. Schust. e os musgos Calymperes afzelii Sw., Fissidens serratus Müll. Hal. e Weissia controversa Hedw. são citados pela primeria vez para o Estado de São Paulo. As hepáticas superaram os musgos em número de gêneros e espécies. Todas as espécies listadas são citadas pela primeira vez para praias.

    Abstract in English:

    This paper is a list of the bryophytes found in sandy and saline conditions under action of waves and winds of sea-shores in Ubatuba, Bertioga and Peruíbe Municipalities, São Paulo State, Brazil. The group does not exist in marine environments. The material is deposited in SP and HRCB herbarium. The 108 exsiccatae with 67 samples of hepatics and 59 samples of mosses include 25 families, 49 genera and 77 species of bryophytes. Concerning to hepatics, the largest number of genera and species were found in Lejeuneaceae and Lejeunea, respectively. The same was observed on Orthotrichaceae and Bryum for mosses. Twenty-nine species are cited for the first time for these kind of substrates as soil, bark of shrubs and rocks. The hepatics Ceratolejeunea laetefusca (Austin) R.M. Schust., Colura ulei Ast., Lejeunea bermudiana (A. Evans) R.M. Schust. and the mosses Calymperes afzelii Sw., Fissidens serratus Müll. Hal., and Weissia controversa Hedw. are new records for São Paulo State. The hepatics occur in larger number of genera and species than mosses. All species are new records for sea-shores areas.
  • Methods applied for sampling and estimate tropical forest phenology

    d'Eça-Neves, Fernanda F.; Morellato, L. Patrícia C.

    Abstract in Portuguese:

    Nos últimos 30 anos não foram levadas em consideração questões metodológicas importantes relativas ao estudo da fenologia de plantas. O uso de vários métodos na amostragem e avaliação dos dados fenológicos tem levado a uma grande dificuldade na interpretação e comparação de resultados. Esse estudo tem por objetivos realizar uma revisão da literatura em fenologia de florestas tropicais, compilando informações sobre os métodos de amostragem e avaliação utilizados, e discutir as proporções em que foram utilizados e as aplicações de cada método. Nos 60 estudos avaliados, os métodos de amostragem encontrados distribuem-se da seguinte forma: trilhas (20%), transecções (18%), parcelas (15%), coletores (10%), sendo que 37% dos estudos não definiram o método de amostragem utilizado. Para avaliação fenológica foram levantados dois métodos: qualitativo, presença e ausência das fenofases (20%) e quantitativo com quantificação da intensidade das fenofases (62%), e a combinação entre métodos qualitativos e quantitativos (17%). Ao longo do tempo cresceu a preocupação com a aplicação de métodos de amostragem e de avaliação quantitativa. Entretanto, a falta de padronização no uso desses métodos, mesmo nos dias atuais, ainda se faz presente, resultando na impossibilidade de comparação adequada dos estudos. É imprescindível, portanto, a realização de estudos comparativos de métodos fenológicos com espécies arbóreas em florestas tropicais.

    Abstract in English:

    During the last 30 years important methodological questions were not taken into account in the study of plant phenology. The application of different methods for sampling and estimate plant phenology make difficult to interpret and compare phenological studies. We carried out a survey of studies on tropical forest phenology, compiling information about methods applied for sampling individuals and estimate phenology. The methods surveyed were grouped by type and time (decade), and we discuss their proportion of occurrence and applicability. Among the 60 studies analysed, we found the following sampling methods: trails (20%), transects (18%), parcels (15%), and traps (10%). For 37% of the studies the sampling method was not defined. Two methods to estimate plant phenology were surveyed: qualitative or presence/absence of the phenophase (20%), and quantitative, when the intensity of the phenophase is estimated (62%); the combination of both methods occurred on 17% of the studies surveyed. The preoccupation with the application of sampling methods and quantitative estimation of the phenophases has increased over the last 30 years. However, the lack of standardize procedures or the use of some common techniques for sampling and estimate plant phenology persists until today, resulting in the impossibility to perform an adequate comparison among phenological studies. It is necessary and urgent to conduct comparative research of methods to study the phenology of tropical forest trees.
  • Leaf anatomy of Alpinia zerumbet (Pers.) Burtt & Smith (Zingiberaceae)

    Albuquerque, Elaine Santiago Brilhante de; Neves, Léa de Jesus

    Abstract in Portuguese:

    Foi realizado o estudo da anatomia foliar de Alpinia zerumbet (Pers.) Burtt & Smith, espécie da família Zingiberaceae, coletada no Horto Botânico da Quinta da Boa Vista, São Cristóvão, Rio de Janeiro, RJ. A espécie é vulgarmente conhecida como colônia, destacando-se pela beleza de suas inflorescências e pelo valor medicinal que lhe é atribuído. O presente estudo tem como objetivo fornecer dados que possam contribuir para a compreensão das características morfológicas da espécie e da taxonomia da família. Anatomicamente a folha apresenta organização dorsiventral do mesofilo, caráter não peculiar à maioria das monocotiledôneas, e pela ocorrência de células oleíferas dispersas no mesofilo e na epiderme da face abaxial. A folha é anfiestomática e apresenta hipoderme em ambas as faces.

    Abstract in English:

    It was accomplished a study of the foliar anatomy of Alpinia zerumbet (Pers.) Burtt & Smith, Zingiberaceae family collected at Horto Botânico of Quinta da Boa Vista, São Cristóvão, Rio de Janeiro, RJ. This species is vulgarly known as "colônia" and is distinguished by its beautiful inflorescence and medicinal value. The main objective of this research is to contribute to the understanding of the morphological characteristics of this species as well its family taxonomy. Anatomically, the leaf presents a dorsiventral organization of the mesophyll, disaccording with most monocotyledonous. Another remarkable aspect is the presence of scattered oil cells throughout the mesophyll and abaxial surface of the leaf. The leaf is amphistomatic and presents hypodermis on both sides.
  • Study of Euglenophyta in the Jacuí Delta State Park, Rio Grande do Sul, Brazil. 1. Euglena Ehr., Lepocinclis Perty

    Alves-da-Silva, Sandra Maria; Hahn, Anelise Torres

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho é o resultado do estudo de Euglenaceae pigmentadas realizado na área do Parque Estadual Delta do Jacuí, localizado entre paralelos 29º56' e 30º03'S e os meridianos 51º12'e 51º18'W, com amostragens qualitativas em 25 estações de coletas distribuídas em 8 ilhas, 8 sacos, 6 desembocaduras de rios e 3 canais, em dezembro/1993 e janeiro/1994 e de fevereiro/1998 a dezembro/1999. Foram identificados na área cerca de 150 táxons de Euglenophyceae. São apresentados, neste trabalho, 23 táxons específicos e infra-específicos do gênero Euglena e 12 táxons de Lepocinclis. E. acus Ehr. var. acus e L. salina Fritsch var. salina foram os táxons melhor representados na área por ocorrerem em mais de 40% dos biótopos estudados. E. bonettoi (Tell & Zaloc.) Couté & Thérez., L. playfairiana Defl. var. striata Conf. e L. caudata (Cunha) Conr. foram registrados exclusivamente para o América do Sul e 16 táxons identificados possuem distribuição cosmopolita. São fornecidas as amplitudes de algumas variáveis abióticas dos ambientes em que cada táxon ocorreu na área de estudo.

    Abstract in English:

    This paper is the result of the study of pigmented Euglenaceae performed within the area of the Jacuí Delta State Park, located between parallels 29º56' and 30º03'S and meridians 51º12'and 51º18'W, with qualitative samplings at 25 stations, distributed over 8 islands, 8 "sacos" (i.e. small bays), 4 river mouths, 2 stream mouths and 3 channels in December/1993 and January/1994, and from February/1998 to December/1999. One hundred and fifty taxa of the Euglenophyceae were identified in the area. Currently 23 specific and infraspecific taxa of genus Euglena and 12 taxa of Lepocinclis are presented. E. acus Ehr. var. acus, and L. salina Fritsch var. salina were the taxa best represented in the region since they occured in over 40% of the samples studied. E. bonettoi (Tell & Zaloc.) Couté & Thérez., L. playfairiana Defl. var. striata Conf. and L. caudata (Cunha) Conr. were recorded exclusively for South America; sixteen taxa identified have a cosmopolitan distribution. Ranges of some abiotic variables of the environments in which each taxon occurred in the study area are mentioned.
  • Responses of Acacia mangium Willd and Sclerolobium paniculatum Vogel to native arbuscular mycorrhizal fungi from remaining areas of bauxite mining in Amazon

    Marinho, Ney Freitas; Caproni, Ana Lucy; Franco, Avílio Antônio; Berbara, Ricardo Luís Louro

    Abstract in Portuguese:

    A resposta de Acacia mangium Willd (mangium) e Sclerolobium paniculatum Vogel (tachi) à inoculação de fungos micorrízicos arbusculares (FMA), oriundos de áreas em recuperação após a extração de bauxita, foi avaliada em experimento com delineamento inteiramente casualizado, com 14 tratamentos (duas espécies leguminosas e sete tipos de solo) e três repetições. Avaliou-se o número de esporos no solo, a colonização micorrízica, a matéria seca total, o P acumulado, a dependência micorrízica das mudas, e a abundância e a freqüência de espécies. O número de propágulos infectivos (NPI) foi estudado em delineamento em blocos casualizados, com oito diluições de solo inóculo, cinco repetições e uma planta isca (Brachiaria decumbens Stapf). Utilizou-se substrato da mistura de um Planossolo mais areia lavada e fosfato de rocha araxá (0,60 g/kg). O número de esporos aumentou em função do tempo de cobertura das leguminosas. A colonização micorrízica foi mais intensa no tachi. Os valores de matéria seca dessa espécie foram inferiores aos de mangium, que por sua vez extraiu em torno de seis vezes mais P do substrato. Em geral, mangium, ao contrário do tachi, foi facultativa à presença dos FMA, sugerindo sua utilização na recuperação de áreas degradadas sem inoculação prévia. Dentre as 39 espécies de FMA identificadas, Glomus macrocarpum Tul. & Tul. apresentou maior índice de abundância e freqüência (IAF) e maior NPI, destacando-se entre as espécies pioneiras, ao passo que outras apareceram apenas em estádios sucessionais mais avançados das áreas em recuperação.

    Abstract in English:

    The responses of Acacia mangium Willd (mangium) and Sclerolobium paniculatum Vogel (tachi) to arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) inoculation collected from areas under reclamation after bauxite mining, was evaluated in an completely randomized design distributed in 14 treatments (two legume, species and seven soil types), with three replicates. Evaluated were the number of spores in the soil, the mycorrhizal colonization, the total dry matter, accumulated P, the mycorrhizal dependence of the seedlings and the abundance and the frequency of species. The number of infective propagules (NIP) was studied in a randomized block design, with eight dilutions of soil inoculum, five replicates and a trap plant (Brachiaria decumbens Stapf). Substratum of a Planosol, mixed with washed sand (1:1 v:v), and phosphate of rock Araxá (0.60 g/kg) was used. The number of spores increased in function of time covering of legumes. The mycorrhizal colonization was more intense in tachi. The values of dry matter of that species were inferior to the mangium, that extracted six times larger P of substratum. In general, mangium, contrary to tachi, was facultative to presence of AMF, suggesting the use in degraded areas without previous inoculation. Among the 39 species of identified AMF, Glomus macrocarpum Tul. & Tul. showed higher index of abundance and frequency (IAF) and higher NIP, standing among pioneering species, while others appeared only under more developed forest of the areas in reclamation.
  • Floristic survey of the tree layer in an area of Atlantic Rainforest in Serra da Capoeira Grande Environmental Protection Area, Rio de Janeiro State, Brazil

    Peixoto, Gustavo Luna; Martins, Sebastião Venâncio; Silva, Alexandre Francisco da; Silva, Elias

    Abstract in Portuguese:

    A Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Capoeira Grande (22º59'03"S e 43º38'59"W) tem área total de 80ha e é um dos últimos remanescentes florestais com pau-brasil (Caesalpinia echinata Lam.) no município do Rio de Janeiro. Além disso, ocorrem na área outras três espécies ameaçadas de extinção: Cariniana ianeirensis R. Knuth, Acosmium lentiscifolium Spreng. e Machaerium incorruptible (Vell.) Fr. All. ex Benth. O levantamento fitossociológico foi realizado por meio do método dos quadrantes, tendo sido alocados 200 pontos e tendo-se como critério de inclusão 15cm de circunferência do tronco a 1,30m de altura do solo. A composição florística é o resultado desta amostragem acrescida de coletas feitas durante caminhadas no fragmento, totalizando 29 famílias, 58 gêneros e 69 espécies. As famílias que apresentaram maior número de espécies foram: Leguminosae (13), Myrtaceae (6), Euphorbiaceae (5), Bignoniaceae, Bombacaceae, Celastraceae, Flacourtiaceae, Moraceae, Rubiaceae e Solanaceae (3). Analisando a similaridade florística entre a APA da Serra da Capoeira Grande e outras 18 áreas florestais do Rio de Janeiro, observou-se maior identidade florística entre a área estudada e florestas de baixada localizadas próximas ao mar. Todas as florestas reuniram-se com um baixo nível de similaridade, refletindo a diversidade florística das florestas do Rio de Janeiro.

    Abstract in English:

    The 80-hectare site (22º59'03"S and 43º38'59"W), is one of the last forest remnants in Rio de Janeiro municipality, where brazilwood (Caesalpinia echinata Lam.) occurs naturally. Furthermore, three other endangered species occur in this area: Cariniana ianeirensis R. Knuth, Acosmium lentiscifolium Spreng., and Machaerium incorruptible (Vell.) Fr. All. ex Benth. Trees were sampled according to the point-centered-quarter method. The inclusion criteria was PBH >15cm; a total of 200 points were surveyed. The floristic composition was comprised of the sampled individuals plus species collected during random forays inside the forest. A total of 69 species were obtained, in 58 genera and 29 families. The most species-rich families were Leguminosae (13), Myrtaceae (6), Euphorbiaceae (5) and Bignoniaceae, Bombacaceae, Celastraceae, Flacourtiaceae, Moraceae, Rubiaceae and Solanaceae (3). The floristic composition of Serra da Capoeira Grande Environmental Protection Area was compared to 18 other forest areas in Rio de Janeiro State. Greater floristic similarity was observed between this forest and those near the sea at lower altitudes. Similarity was low for all forests, showing the high biological diversity of Rio de Janeiro forests.
  • Seedling production of Restinga species of Rio de Janeiro Municipality, RJ, Brazil

    Zamith, Luiz Roberto; Scarano, Fábio Rubio

    Abstract in Portuguese:

    Os impactos antrópicos sobre as Restingas vêm se intensificando de tal forma nas últimas décadas que hoje é prioritária a conservação dos poucos remanescentes existentes e a restauração de áreas degradadas. A produção de mudas é etapa importante neste processo. Dados fenológicos obtidos para 72 espécies mostraram grande variação na época e na duração da frutificação, indicando que a colheita de sementes deve ser realizada ininterruptamente ao longo do ano, para que seja obtida diversidade expressiva de espécies. Cinqüenta por cento destas espécies não apresentaram qualquer restrição para a produção de mudas. O tempo necessário para o início da emergência da parte aérea e/ou a percentagem máxima de germinação foram comparados para 44 espécies e as grandes amplitudes de variação intra- e interespecíficas encontradas sugerem a ocorrência de vários tipos de dormência. Os resultados indicam a grande viabilidade da produção de mudas destinadas a futuros plantios como estratégia a ser utilizada para a recuperação das populações naturais de espécies ameaçadas e para a restauração de Restingas degradadas.

    Abstract in English:

    The impact of human activities on the Restingas has been so intense in recent decades that there is now an urgent need for conservation of remnant patches and restoration of degraded areas. The production of seedlings is an important phase in the restoration process. Phenological data obtained for 72 species showed a wide variation in the timing and duration of fruiting. Therefore, seed harvest should take place continuously throughout the year in order to cover a high diversity of species. Fifty per cent of the 72 species showed no restrictions for seedling production. The necessary timing for the beginning of shoot emergence and for maximum germination percentage were compared for 44 species. The large amplitude of intra- and interspecific variation suggests the occurrence of distinct types of dormancy. The great viability of seedling production of Restinga plants may further incentive ongoing initiatives of restoration of degraded Restingas and of recuperation of natural populations of threatened species.
  • Ethnobotany of Arraial do Cabo Marine Extractive Reserve, Rio de Janeiro, Brazil

    Fonseca-Kruel, Viviane Stern da; Peixoto, Ariane Luna

    Abstract in Portuguese:

    A Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo (RESEX) localiza-se no município de Arraial do Cabo, região de Cabo Frio. É uma unidade de conservação de interesse ecológico-social e visa proteger o sustento dos pescadores artesanais, a flora e a fauna locais. O clima da região é tropical seco e a vegetação é de restinga. Este estudo objetivou inventariar as espécies vegetais usadas na faixa terrestre da RESEX, associando este conhecimento às tradições locais. As informações etnobotânicas foram obtidas através de observação participante e entrevistas estruturadas com pescadores artesanais. Das 444 citações de uso, catalogou-se 68 espécies, 61 gêneros e 42 famílias. As categorias de uso foram: alimentar (45,6%), medicinal (39,7%), tecnológica (29,4%), lenha (10,2%), construção (8,8%) e ornamental (2,9%). Utilizou-se o Índice de Shannon para análise da diversidade de espécies resultando: 1,78 (base 10) e 4,10 (base e), denotando que os pescadores possuem bom conhecimento da biodiversidade local, quando comparado a outros estudos da costa brasileira. Os dados obtidos nesta pesquisa possibilitarão a formulação de estratégias de uso sustentável dos recursos naturais, considerando a percepção ambiental da população, baseado nos sistemas cognitivos desenvolvidos ao longo do convívio do homem com a natureza.

    Abstract in English:

    The Arraial do Cabo Marine Extractive Reserve (RESEX), is located on Arraial do Cabo Municipality, Cabo Frio region. It is a conservation unit with social and ecological interest, that intends to protect the livelihood of traditional fishermen, local flora and fauna. The climate is tropical dry and the vegetation classified as sandy-coastal-plain vegetation. This study goal was to survey useful species on the land part of RESEX, and associate this knowledge to local traditions. The ethnobotanical data was obtained by observer participation and structured interviews with traditional fishermen. From the 444 use citations, there were 68 species, 61 genera and 42 families. Use categories were as follows: food (45,6%), medicinal (39,7%), technology (29,4%), firewood (10,2%), construction (8,8%) and ornamental (2,9%). The Shannon Index was used to analyse the diversity of useful species, with the result of 1,78 (base 10) and 4,10 (base e), showing that the local fishermen have knowledge about the biodiversity, compared to other studies of Brazilian coast. Data from this research will make possible the development of strategies for the sustainable use of natural resources, considering the environment perception of the population, based on cognitive systems developed over time between man and nature.
  • Floristic survey of a restinga forest in Guarapari, Espirito Santo State, Brazil

    Assis, André Moreira de; Thomaz, Luciana Dias; Pereira, Oberdan José

    Abstract in Portuguese:

    O Parque Estadual Paulo César Vinha (PEPCV), em Setiba, município de Guarapari (ES), apesar de ser uma unidade de conservação em restinga com vários trabalhos desenvolvidos, apresenta lacunas quanto à composição florística de algumas comunidades vegetais. Durante o período de 1997 a 2000 foram realizadas coletas por meio de caminhadas em um trecho de floresta sobre os primeiros cordões no PEPCV, englobando cerca de quatro hectares, sendo incluídos espécimes de diferentes hábitos. Foram inventariadas 172 espécies pertencentes a 54 famílias, sendo Myrtaceae (25), Bromeliaceae (14), Orchidaceae (13), Sapotaceae (10), Lauraceae (7) e Rubiaceae (7) as de maior riqueza. O padrão de distribuição geográfica mais freqüente, segundo dados de literatura, foi o de espécies da costa Atlântica, seguido por aquelas com ampla distribuição e com ocorrência na costa atlântica e centro do Brasil, além das disjuntas e das endêmicas ao Estado do Espírito Santo. A similaridade florística entre a floresta estudada e outros trechos litorâneos demonstra que os índices estão relacionados com a distância geográfica entre as áreas. A presença de espécie endêmica ao Parque e outras ameaçadas de extinção reforça seu caráter conservacionista, devendo servir como incentivo para a criação de outras unidades de conservação nas restingas do Estado do Espírito Santo.

    Abstract in English:

    The Paulo César Vinha State Park (PCVSP), in Setiba, Guarapari Municipality (ES), is the best studied of all restinga conservation units in the state of Espírito Santo. But there is still much to be learned concerning the flora of some of the plant communities found here. From 1997 to 2000, plants were collected on random walks through approximately four hectares of forest that covers the outer beach ridges of the PCVSP. A total of 172 species were surveyed, belonging to 54 families. The most species-rich families are Myrtaceae (25 spp.), Bromeliaceae (14), Orchidaceae (13), Sapotaceae (10), Lauraceae (7), and Rubiaceae (7).The most common geographic distribution pattern, based on the literature, was that of Atlantic coast species, followed by widespread species, species found on both the Atlantic coast and in central Brazil, disjunct species and those endemic to Espírito Santo. Floristic similarity with other coastal areas is directly related to the distance between these areas. The presence of endemic and threatened species in the neighborhood of the Park reinforces the need for effective conservation of this area and provides the incentive to create other conservation units in the restingas of Espírito Santo State.
Sociedade Botânica do Brasil SCLN 307 - Bloco B - Sala 218 - Ed. Constrol Center Asa Norte CEP: 70746-520 Brasília/DF - Alta Floresta - MT - Brazil
E-mail: acta@botanica.org.br