Accessibility / Report Error

Índice de metástase linfonodal da 6a ou 7a edição do AJCC: qual é a melhor classificação linfonodal para o câncer de esôfago? Uma análise de fatores prognósticos em 487 pacientes

RACIONAL:

O câncer de esôfago é um dos mais comuns e agressivos que existem. Recentemente o AJCC mudou o sistema de estadiamento, considerando, entre outros fatores, a importância da metástase linfonodal sobre o prognóstico.

OBJETIVO:

Discutir a aplicabilidade de diferentes formas de estadiamento linfonodal em um serviço de cirurgia ocidental.

MÉTODOS:

Quatrocentos e oitenta e sete pacientes com câncer de esôfago foram arrolados. Três estadiamentos foram avaliados, a 6a e a 7a Edição do AJCC e o Índice de Metástase Linfonodal.

RESULTADOS:

A maioria foi casos foi composta por carcinoma epidemóide. A média de amostra linfonodal foi de oito. Considerando a sobrevida, não houve diferença significativa entre os pacientes quando foram classificados pela 7a Edição do AJCC. Analisando o Índice de Metástase linfonodal, apenas o grupo de pacientes com 0-25% mostrou diferença significativa (p=0,01). A 6a Edição do AJCC mostrou a maior diferença entre as classificações avaliadas.

CONCLUSÃO:

Considerando as características da amostra, a nova classificação do AJCC não foi capaz de evidenciar diferenças significativas na sobrevida dos pacientes, quando apenas o estadiamento linfonodal foi avaliado.

Câncer de esôfago; Oncologia; Linfonodo; Linfadenectomia; Esofagectomia


Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 - 6° - Salas 10 e 11, 01318-901 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (11) 3288-8174/3289-0741 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistaabcd@gmail.com