Estudos ecológicos com o feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.): I - Efeitos da incorporação de massa vegetal ao solo, e do sombreamento parcial

Ecological studies with dry beans (Phaseolus vulgaris L.): I - effects of incorporating undecomposed vegetative matter in the soil and of partial shading of the plants

Eduardo A. Bulisani Shiro Miyasaka Luiz D'Artagnan de Almeida Hélio J. Scaranari Hilton S. Pinto Sobre os autores

Resumos

Em ensaio iniciado em março de 1969, na Estação Experimental de Jundiaí, SP, foram estudados os efeitos da incorporação de massa vegetal, proveniente de leguminosas e de gramínea, e do sombreamento parcial, simulando o plantio consorciado com milho, na cultura do feijoeiro. Determinou-se para culturas "apleno sol" e "sombreada" a temperatura do solo a 2 e 10 cm de profundidade. Observou-se efeito favorável da incorporação de massa vegetal ao solo imediatamente antes do plantio do feijoeiro. Os tratamentos que receberam incorporação de massa vegetal produziram mais sementes de feijão, o que os torna estatisticamente superiores aos tratamentos que não receberam tal prática. Nessas mesmas condições o sombreamento parcial não interferiu na temperatura ambiente, nem na do solo, e tampouco na produção, que foi praticamente idêntica à do tratamento testemunha.


In 1969 an experiment with dry beans was started at the Estação Experimental de Jundiaí (State of São Paulo) with the scope to study the effects of the incorporation in the soil of undecomposed vegetative matter, which sources were leguminous plants (Glycine wightii Verdc.) and grass (Melinis minutiflora Béauv.), as well as of the partial shading of the plants. Soil temperatures were determined at depths of two and ten centimeters in all treatments. Air temperature was determined in plots with and without shading. The treatments which consisted in the incorporation of undecomposed vegetative matter at all times produced higher yields than those with shading and control. There was no significant difference in grain yields of treatments with leguminous plants and grass, as well as between shading and control. With incorporation of vegetative matter the variation of the temperature in the soil was a little lower than with shading or control.


Estudos ecológicos com o feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.). I - Efeitos da incorporação de massa vegetal ao solo, e do sombreamento parcial

Ecological studies with dry beans (Phaseolus vulgaris L.). I — effects of incorporating undecomposed vegetative matter in the soil and of partial shading of the plants

Eduardo A. BulisaniI,* * Com bolsa de suplementação do CNPq. ; Shiro MiyasakaI,* * Com bolsa de suplementação do CNPq. ; Luiz D'Artagnan de AlmeidaI,* * Com bolsa de suplementação do CNPq. ; Hélio J. ScaranariII; Hilton S. PintoIII,* * Com bolsa de suplementação do CNPq.

IEngenheiros-agrônomos, Seção de Leguminosas

IIEngenheiro-agrônomo, Estação Experimental de Jundiaí

IIIEngenheiro-agrônomo, Seção de Climatologia Agrícola, Instituto Agronômico

SINOPSE

Em ensaio iniciado em março de 1969, na Estação Experimental de Jundiaí, SP, foram estudados os efeitos da incorporação de massa vegetal, proveniente de leguminosas e de gramínea, e do sombreamento parcial, simulando o plantio consorciado com milho, na cultura do feijoeiro. Determinou-se para culturas "apleno sol" e "sombreada" a temperatura do solo a 2 e 10 cm de profundidade. Observou-se efeito favorável da incorporação de massa vegetal ao solo imediatamente antes do plantio do feijoeiro. Os tratamentos que receberam incorporação de massa vegetal produziram mais sementes de feijão, o que os torna estatisticamente superiores aos tratamentos que não receberam tal prática. Nessas mesmas condições o sombreamento parcial não interferiu na temperatura ambiente, nem na do solo, e tampouco na produção, que foi praticamente idêntica à do tratamento testemunha.

SUMMARY

In 1969 an experiment with dry beans was started at the Estação Experimental de Jundiaí (State of São Paulo) with the scope to study the effects of the incorporation in the soil of undecomposed vegetative matter, which sources were leguminous plants (Glycine wightii Verdc.) and grass (Melinis minutiflora Béauv.), as well as of the partial shading of the plants.

Soil temperatures were determined at depths of two and ten centimeters in all treatments. Air temperature was determined in plots with and without shading.

The treatments which consisted in the incorporation of undecomposed vegetative matter at all times produced higher yields than those with shading and control. There was no significant difference in grain yields of treatments with leguminous plants and grass, as well as between shading and control.

With incorporation of vegetative matter the variation of the temperature in the soil was a little lower than with shading or control.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

LITERATURA CITADA

Recebido para publicação em 20 de agosto de 1971.

  • 1. DASBERG, S. & BAKKER, J. W. Characterizing soil aeration under changing soil moisture conditions for bean growth. Agron. J. 62:689-692, 1970.
  • 2. MASCARENHAS, H. A. A.; MIYASAKA, S.; LOVADINI, L. A. C, e outros. Efeito da adubaçăo verde do feijoeiro "da sęca" com Crotalaria junceaL., empregando-se tôda a vegetaçăo ou retirando-se do campo as hastes despojadas de suas fôlhas. Bragantia 26:219-234,1967.
  • 3. MIYASAKA, S.; CAMARGO, A. P.; INFORZATO, R. & IGUE, T. Efeitos da cobertura e da incorporaçăo ao solo, imediatamente antes do plantio, de diferentes formas de matéria orgânica năo decomposta, na cultura do feijoeiro. Bragantia 25:349-364, 1966.
  • 4. _________ & ALMEIDA, L. D. A. Clima e solo para o feijoeiro. Campinas, Instituto Agronômico do Estado de Săo Paulo, 1968. 40p. (Mimeografado)
  • 5. _________; LOVADINI, L. A. C; FREIRE, E. S. & VAN RAIJ, B. Efeitos sobre a produçăo do feijoeiro, da aplicaçăo de diversos tipos de matéria orgânica năo decomposta, na presença da adubaçăo mineral com P, NP ou PK. Bragantia 26:187-196, 1967.

  • *
    Com bolsa de suplementação do CNPq.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    17 Mar 2009
  • Data do Fascículo
    1972

Histórico

  • Recebido
    20 Ago 1971
Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902 Campinas SP - Brazil, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br