ALTURA DO IPÊ-ROXO ( Tabebuia avellanedae ) NOS MANEJOS CONVENCIONAL E DE PRECISÃO, ANALISADA PELA GEOESTATÍSTICA

HEIGHT OF THE Tabebuia avellanedae IN THE CONVENTIONAL HANDLING AND SITE SPECIFIC HANDLING USING THE GEOESTATISTICS ANALYSIS

Wagner Lopes Klein Eduardo Godoy de Souza Miguel Angel Uribe-Opazo Lúcia Helena Pereira Nóbrega Sobre os autores

RESUMO

A silvicultura de precisão visa aumentar a eficiência da produção agrícola, fundamentada em manejo diferenciado de áreas de agricultura. O objetivo deste trabalho foi analisar e comparar o desenvolvimento do ipê-roxo (Tabebuia avellanedae Lorentz ex Griseb.) sob duas formas de manejo de solo. A análise foi realizada durante o período de 01/03/03 a 01/03/04 em uma área no município de Mundo Novo-MS, dividida em dois blocos, e cada bloco em duas parcelas: uma sob manejo de silvicultura de precisão e outra sob manejo convencional. Cada uma das parcelas recebeu 252 mudas de ipê-roxo, totalizando 1008 plantas. Utilizaram-se técnicas geoestatísticas como semivariogramas para análise da estrutura da variabilidade espacial dos dados e a interpolação por krigagem para a construção de mapas temáticos. Dos resultados obtidos, tem-se que os mapas de necessidade e aplicação de nutrientes e os mapas de incremento na altura das plantas apresentaram estrutura de variabilidade semelhante para ambos os manejos. Nenhuma diferença expressiva entre os tratamentos foi encontrada.

Palavras-chave:
silvicultura de precisão; mapas temáticos; variabilidade espacial

ABSTRACT

The precision forestry aims to increase the agricultural production efficiency, based in differentiated handling of agriculture areas. The objective of this research was to analyze and to compare the development of the Tabebuia avellanedae Lorentz ex Griseb. in two different soil handling. This analysis was accomplished during the period of one year (01/03/03 to 01/03/04) in an area belongs to the city of Mundo Novo, MS, Brazil. The area was divided in two blocks and each block in two plots, one with handling Precision Forestry and other one with conventional handling. Each one of the portions received 252 seedlings, totaling 1008 plants. Geoestatistics was used through the semivariograms for spatial variability analysis and kriging for building the thematic maps. The necessity and the applied nutrients maps and the height increment maps showed similar variability for both treatments. No expressive difference between the treatments was found.

Keywords:
precision forestry; thematic maps; spatial variability

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • BARBOSA, L.M. Manual sobre princípios de recuperação vegetal de áreas degradadas. São Paulo: SMA/CEAM/CIMP, 2000. 76 p.
  • CAMARGO, P.M. et al. Platelet-rich plasma and bovine porous bone mineral combined with guided tissue regeneration in the treatment of intrabony defects in humans. Journal of Periodontal Research. Hilgardia, Berkeley, v. 37, p. 300-306, 2002.
  • CRESTANA, M.S.M.; TOLEDO-FILHO, D.V.; CAMPOS, J.B. Florestas: Sistemas de recuperação com essências nativas. Campinas: CATI, 1993. 60 p.
  • EMBRAPA - Serviços Nacional de Levantamento e Conservação de Solos. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solo. 2 ed. Ver. Atual. Rio de Janeiro: EMBRAPA-CNPS, 1997. 212 p. (Documentos; 1).
  • GLUFKE, C. Espécies florestais recomendadas para recuperação de áreas degradadas. Porto Alegre: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, 1999. 48 p.
  • GOMES, F.P. Estatística aplicada a experimentos agronômicos e florestais. 1. ed., São Paulo: Fealq, 2002. 309p.
  • GONÇALVES, J. L. M. Relatório de pesquisa sobre nutrição mineral de espécies nativas. Piracicaba: Convênio CESP-ESALQ-IPEF, 1994. 25 p.
  • KRIGE, D.G. A statistical approach to some basic mine evaluation problems on the Witwatersrand. Johanesburg Chemistry Metallurgy Mining Society South African, v.52, n.6, p.119-139, 1951.
  • MALAVOLTA, E. Manual de calagem e adubação das principais culturas. São Paulo: Ed. Agronômica Ceres, 1987. 496 p.
  • MATHERON, G. Le paramétrage des contours optimaux. Technique notes 401 et 403. Foitainebleau, France: Centre de Géostatistique de l’Ecole des Mines de Paris, 1959. p. 19-54.
  • MATO GROSSO DO SUL. Secretaria de Estado da Agricultura. Centro de Pesquisa de Solo. Manual de análise de solos. 2 ed. Campo Grande: SEPLAM, 2003. p 9-18.
  • MORAES, D.A.A.; MIGLIARI, A.C. Reposição florestal para a melhoria da qualidade ambiental municipal. Brasília: Ministério da Agricultura, Secretaria de Desenvolvimento Rural, Projeto Novas Fronteiras do Cooperativismo, 1997. 16 p.
  • ORTIZ, J.L. et al. Silvicultura de precisão: relação entre o potencial produtivo de um povoamento de eucalipto e atributos do solo e do relevo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGRICULTURA DE PRECISÃO, 2004, Piracicaba. Anais… Piracicaba. Esalq/USP, 2004.
  • QUEIROZ, D.M.; DIAS, G.P.; MATOVANI, E.C. Agricultura de precisão na produção de grãos. In: BORÉM, A.; GIÚDICE, M.P.; QUEIROZ, D.M. Agricultura de precisão. Viçosa: Editora UFV, 2000.
  • RIBEIRO JUNIOR, P.J. Método geoestatístico no estudo da variabilidade espacial de parâmetros do solo. 1995. 99 f. Dissertação (Mestrado em Agricultura de Precisão) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/USP. Piracicaba, 1995.
  • RIO GRANDE DO SUL. Secretaria de Estado da Agricultura. Instituto de Pesquisas de Recursos Renováveis Ataliba Paz. Plantio de espécies florestais. 2 ed. Porto Alegre: IPRNR, 1985. p.5-16.
  • SOUZA, E.G. et al. Variabilidade espacial dos atributos químicos do solo em um Latossolo Roxo distrófico da região de Cascavel - PR. Revista Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 18, n.3, p. 80-92, 1999.
  • TAYLOR, S.E. et al. Precision Forestry: Operational Tactics for Today and Tomorrow. In: ANNUAL MEETING OF COUNCIL ON FOREST ENGINEERS, 25th, 2002, Alburn. Anais… Alburn: Council on Forest Engineers, 2002.
  • VETTORAZZI, C.A.; FERRAZ, S.F.B. Silvicultura de precisão: uma nova perspectiva para o gerenciamento de atividades florestais. In: BORÉM, A.; GIÚDICE, M.P.; QUEIROZ, D.M. Agricultura de precisão . Viçosa: Editora UFV , 2000.
  • VIEIRA, S.R.; LOMBARDI NETO, F.; BURROWS, I.T. Mapeamento da chuva máxima provável para o Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v.15, n.11, p.93-98, 1998.
  • WOLLENHAUPT, N.C.; MULA, D.J.; GOTWAY CRAWFORD, C.A.R.P. Soil Sampling and interpolation techniques for mapping spatial variability of soil properties. In: PIERCE, F. J.; SADLER, E. J. (eds.) The state of site specific management for agriculture. Madison: American Society of Agronomy, 1997. 430p

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    Oct-Dec 2007

Histórico

  • Recebido
    17 Jan 2006
  • Aceito
    18 Abr 2007
Universidade Federal de Santa Maria Av. Roraima, 1.000, 97105-900 Santa Maria RS Brasil, Tel. : (55 55)3220-8444 r.37, Fax: (55 55)3220-8444 r.22 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciaflorestal@ufsm.br
Accessibility / Report Error