Larvae occurrences of Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824) (Siluriformes: Heptapteridae) in an area under dam influence in the upper Paraná River region, Brazil

Evelyn B. da Silva Pablo H. dos Santos Picapedra Paulo V. Sanches Renato E. O. de Rezende Aline M. Gavião Marcos M. Mendonça Edilaine D. V. Gonçalves Rafael Bier Conte Sobre os autores

Rhamdia quelen (jundiá) é uma espécie de bagre que tem despertado grande interesse dos piscicultores e pesquisadores devido a várias características favoráveis a sua inclusão na lista de peixes criados comercialmente no país. Apresenta ampla distribuição geográfica, tendo sua ocorrência registrada desde a região central da Argentina até o sul do México, entretanto, os aspectos de sua biologia que foram estudados são em sua a maioria direcionada aos adultos e em cativeiro, com fins aquícolas. Pesquisas relacionadas ao ictioplâncton têm-se mostrado de grande importância por fornecer informações valiosas sobre a época, locais de desova e de criadouros naturais de várias espécies de peixes. Essas informações são fundamentais para a implementação de medidas de ordenamento e proteção dessas áreas. A planície de inundação estudada está localizada em um remanescente lótico, entre os reservatórios de Itaipu e Engenheiro Sérgio Motta. Apesar da unidade de conservação existente nesse trecho (Parque Nacional de Ilha Grande) e de estar localizada no último trecho livre de barramentos do rio Paraná em território brasileiro, a área é especialmente impactada pelos efeitos negativos dos barramentos. Foram realizadas coletas mensais noturnas durante quatro etapas entre os meses de outubro a março dos anos de 2003 a 2007 em 22 estações no leito principal do rio Paraná, lagoas marginais e principais afluentes. Após as triagens, as larvas foram classificadas de acordo com o grau de flexão da notocorda e desenvolvimento dos elementos de suporte da nadadeira caudal. Os dados foram submetidos à Análise de Componentes Principais (ACP), Análise de Variância e correlação de Pearson para sumarizar os dados abióticos e as densidades de larvas. O aumento da abundância de captura, nas quatro fases estudadas sugere que R. quelen tem encontrado condições favoráveis à sua reprodução. O aumento na captura pode gerar dúvidas sobre a atividade reprodutiva de R. quelen, por exemplo, se a espécie se adapta ou é influenciada por alterações no ambiente criado pelas barragens do rio Paraná.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br