Afetividade entre estudantes e sistema de cotas para negros

Afectividad entre estudiantes y sistema de cuotas para negros

Affectivity among students and the system of quotas for black people

Este artigo versa sobre a afetividade presente entre estudantes cotistas e não-cotistas durante a vigência da política de cotas raciais na Universidade de Brasília. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com enfoque teórico da Socionomia de Jacob Levy Moreno. Os instrumentos foram um sociodrama e entrevistas semi-estruturadas. Participaram do sociodrama cinco estudantes, foram entrevistados três estudantes e um integrante de uma organização não-governamental. Os dados foram analisadas pela proposta da epistemologia qualitativa. Entre os estudantes universalistas observou-se indiferença em relação ao cotista e descaso em relação a questões raciais. Por parte dos cotistas houve uma autocobrança por excelente desempenho acadêmico para aplacar a discriminação gerada pelas cotas. Com relação aos processos identitários, houve predomínio do ocultamento da identidade e o temor de se expor no novo papel social. Conclui-se pela necessidade de criação de projetos psicossociais para efetivar a integração dos estudantes no contexto da política afirmativa.

afeição; política; negritude; sociometria


Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Av.Bandeirantes 3900 - Monte Alegre, 14040-901 Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, Tel.: (55 16) 3315-3829 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: paideia@usp.br