Validade Estrutural do Questionário de Aspirações Escolares

Resumo

A teoria da autodeterminação afirma que três necessidades básicas (autonomia, vínculo e competência) norteiam a motivação humana. Muitos instrumentos psicológicos têm como base esta teoria. No entanto, nenhum distingue as percepções de ocorrência das necessidades básicas, e o quanto estas necessidades são valorizadas. O Questionário de Aspirações Escolares foi criado com esse objetivo, mas carece de qualquer análise de sua validade estrutural. O presente estudo pretende realizar esta análise. Os dados analisados provêm de 716 estudantes, ensino fundamental II e médio, de uma escola privada de Belo Horizonte, Minas Gerais. Foi testado um modelo com oito variáveis latentes correlacionadas representando as necessidades básicas e o domínio do prazer imediato, em termos de percepção e valores. O modelo apresentou bom ajuste aos dados, possibilitando concluir que o questionário é capaz de distinguir, no contexto escolar, os valores e as percepções sobre as necessidades básicas e o domínio do prazer imediato

Palavras-chave:
validade; instrumento psicológico; teoria da autodeterminação; percepções; valores

Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, 70910-900 - Brasília - DF - Brazil, Tel./Fax: (061) 274-6455 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revistaptp@gmail.com